loading...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Governador Mangabeira é um dos municípios baianos contemplados com carro doado pelo MS

A campanha Dia Nacional de Combate ao Mosquito Aedes Aegypti, foi lançada neste mês de dezembro com o objetivo de alertar e mobilizar a população sobre a necessidade de todos se unirem para o combate ao mosquito. Em Salvador, as ações contaram com a participação de técnicos das Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), da Educação, da Defesa Civil, do Ministério da Saúde (MS), agentes de endemias, além de representantes das forças armadas, que visitaram escolas, unidades de saúde e algumas residências em São Tomé de Paripe. Segundo o subsecretário da Saúde, Roberto Badaró, as ações integradas são importantes, pois "antes da nossa mobilização com os prefeitos e forças armadas, apenas 5% dos domicílios baianos recebiam a visita do agente de combate às endemias com regularidade, agora esse número subiu para 86%". O gestor ainda acrescentou que apenas 1% dos municípios da Bahia fazia o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (Liraa), agora são 237 cidades, o que representa 55% dos municípios da Bahia. Na Bahia, em fevereiro deste ano, foi instalada a Sala Estadual de Coordenação e Controle Bahia, compondo o organograma do Centro de Operações Emergenciais em Saúde. "Até o momento, a Bahia possui 115 Salas Municipais de Coordenação e Controle e/ou Comitê de Mobilização", explica Maria Aparecida Araújo Figueiredo, coordenadora da sala e diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Na ação, foram entregues 10 carros doados pelo Ministério da Saúde, para os municípios contemplados de acordo com a resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) 107/2016, os quais Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Conceição do Jacuípe, Eunápolis, Governador Mangabeira, Itiúba, Paripiranga, Paulo Afonso, Ruy Barbosa e Serra do Ramalho. A superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde, Ita de Cácia, explicou que a distribuição dos carros obedeceu a critérios como: municípios que realizaram 100% das visitas nos quatro ciclos de 2016 (PNEM/SIMPR), realizaram LIRA/LIA e tinham registro de casos confirmados de microcefalia no mesmo ano, dentre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

loading...
loading...