loading...

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Vigilância Epidemiologica por meio da Secretaria de Saúde emite Nota Oficial a respeito de criança com suspeita de meningite

http://www.fortenoreconcavo.com.br/2017/04/saiba-um-pouco-mais-sobre-clarividencia.html
Afim de tirar dúvidas da população e acabar de vez com supostos boatos, a Secretaria Municipal de Saúde do município de Governador Mangabeira, emitiu uma Nota Oficial esclarecendo a real situação clínica do estudante atendido numa unidade de saúde com sintomas parecidos com os da meningite. O site Forte no Recôncavo reproduziu na integra a nota para que não haja dúvidas a respeito do assunto.

Veja o que diz a nota logo a baixo

Sobre o caso de meningite amplamente noticiado no município, a Secretaria Municipal de Saúde, através do setor de Vigilância Epidemiológica, esclarece que:

O menor em questão, de 8 anos, aluno da Escola Municipal Professora Elza Souza de Jesus, foi atendido na Unidade de Saúde local no dia 11/07 com dor abdominal e vômito, sintomas ainda inespecíficos para uma suspeita de meningite.

Já no dia 20/07 (última quinta-feira), a criança deu entrada na UPA de Cruz das Almas e, à noite, foi solicitada ao Município uma ambulância para transferência para o Hospital Couto Maia. A Secretaria Municipal de Saúde somente teve conhecimento do agravo, que é de notificação compulsória, na tarde de ontem (24), quando o Hospital Couto Maia ligou confirmando que se trata de um caso de meningite viral e que a criança JÁ ESTAVA DE ALTA. Este contato foi feito pelo setor de Serviço Social do hospital.

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro, que pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus e fungos. As meningites bacterianas são responsáveis pelo quadro clínico grave, abrupto com alta taxa de óbito. Já a MENINGITE VIRAL, que foi o caso do menor, tem uma apresentação benigna. Em geral, a transmissão é de pessoa a pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções da nasofaringe, havendo necessidade de contato íntimo (residentes da mesma casa, pessoas que compartilham o mesmo dormitório ou alojamento, comunicantes de creche ou escola) ou contato direto com as secreções respiratórias do paciente. Tem um período de incubação de 2 a 10 dias (período assintomático que já existe transmissão antes dos primeiros sintomas).

Os sintomas são: Febre, dor de cabeça, náusea, vômito, rigidez de nuca, prostração, confusão mental, sinais de irritação meníngeas e alteração da coloração do Líquor.

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES:

A meningite viral é uma doença de EVOLUÇÃO BENIGNA, com resolução em uma a duas semanas, PORTANTO, NÃO ESTÁ INDICADO QUIMIOPROFILAXIA DOS CONTATOS E NEM BLOQUEIO.

É necessária a notificação compulsória, a equipe de Vigilância já está realizando a conclusão da investigação junto ao hospital Couto Maia e tomando todas as medidas cabíveis acerca do caso.

NÃO É NECESSÁRIA A SUSPENSÃO DE AULAS. A meningite viral pode desenvolver em qualquer ambiente, POR ISSO, É IMPORTANTE O SISTEMA IMUNOLÓGICO FORTALECIDO, pois nas estações de outono e inverno, as incidências de meningites e outras viroses aumentam.

A recomendação de monitoramento dos contatos por 10 dias em alerta para qualquer manifestação clínica suspeita já foi encaminhada para a Diretoria da escola Elza, assim como todas as orientações necessárias.

A Secretaria de Saúde LAMENTA E REPUDIA a irresponsabilidade e crueldade de pessoas que tentaram usar este fato para atingir o Governo Municipal, por questões meramente políticas, distorcendo as informações e causando pânico na população, além de expor a criança e seus familiares que, inclusive, foram hostilizados por causa das colocações maldosas. Ressaltamos ainda que, como já foi explicado, NÃO SE TRATA DE UM CASO DE MENINGITE BACTERIANA, E SIM VIRAL, que tem uma evolução benigna, e todas as providências necessárias já foram tomadas pela Secretaria. Portanto, NÃO HÁ MOTIVO PARA PÂNICO.


#GovernodaMudança #Saúde #responsabilidade #transparência #cuidadocomocidadão #agentevê

Nenhum comentário:

Postar um comentário

loading...
loading...