loading...

domingo, 26 de novembro de 2017

Fundação Rede Brasil Sustentável debate Pacto Federativo e Municipalismo em Salvador

A Fundação Rede Brasil Sustentável, presidida pela ex-senadora alagoana Heloísa Helena, realizou no último sábado (25/11), em Salvador (BA), o segundo seminário em torno dos 18 Eixos Estratégicos para um Brasil Sustentável, abordando o Pacto Federativo e o Municipalismo, com o objetivo de construir uma plataforma de políticas públicas a partir da democratização do conhecimento. Enquanto outros partidos focam a eleição de 2018 numa visão reducionista de nomes salvadores da pátria, a Rede Sustentabilidade quer discutir as questões que atormentam o país e aquelas que podem ser cura para os males.

Os seminários estão sendo realizados em cidades de diferentes regiões e os expositores são pessoas de áreas temáticas diversificadas, simpáticos ou não ao partido, a exemplo de membros de universidades, movimentos sociais, organizações da sociedade civil e diversas instituições públicas, como lembra Heloísa Helena. No dia 18 de novembro, ocorreram os primeiros debates, sobre a Gestão Pública e a Economia, acontecidos na cidade de São Paulo.

A presidente da fundação explicou que os resultados desses encontros serão sistematizados e extraídos deles diretrizes estratégicas e propostas de políticas públicas para as temáticas discutidas.

Em Salvador, o debate foi sobre o Pacto Federativo e a economia. Os palestrantes foram de uma clareza extraordinária. Uma das palestrantes foi Ana Carla Abrão Costa. Ela é economista e tem experiência em administração pública, notadamente na região centro-oeste. Sem querer entrar no mérito da questão, Ana Carla deixou um questionamento sobre a reforma da previdência, afirmando que muitos só se dizem contra ou a favor, mas precisam antes conhecer o problema para realmente saber as providências necessárias.

O prefeito de Pojuca-Ba, Sandro de Juca, Perlla Lacerda (pré-candidata a deputada estadual) e Roberto José (pré-candidato a deputado federal) da cidade de Itabuna, no Sul do estado também marcaram presença no debate. 
Outro palestrante foi o diretor do Centro de Cidadania Fiscal, Bernard Appy, que falou sobre as distorções da distribuição do bolo da receita no Brasil e a busca de uma reforma tributária. Detalhou sobre o IVA – imposto sobre valor agregado, adotado por vários países europeus. Também participou do evento o economista Eduardo Giannetti, que tratou da parte relacionada ao contexto da economia brasileira. O debate foi mediado pelo presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade, João Paulo Capobianco.

A ex-senadora, Heloisa Elena e, a ex-vice prefeita de Salvador, Célia Reis, demostraram total apoio à presidenciavel Marina Silva.

A ex-senadora Marina Silva chegou pela parte da tarde, dedicada à questão do municipalismo. Após o pronunciamento inicial da presidenciável, o prefeito de Macapá, capital do Amapá, Clécio Luís, eleito pela Rede Sustentabilidade, falou sobre as dificuldades que os prefeitos passam frente a uma prefeitura, o que pode ser feito para melhorar e os problemas gigantescos que encontrou na prefeitura de Macapá. O outro palestrante foi o professor Antônio Sérgio Araújo Fernandes, da Universidade Federal da Bahia – UFBA – que fez uma radiografia sobre arrecadação e distribuição de recursos aos municípios, bem como suas distorções. O mediador do debate foi o professor Júlio Rocha, coordenador estadual da Rede na Bahia e membro da executiva nacional. O evento foi realizado no Fiesta Bahia Hotel, Itaigara, em Salvador. Após o evento, os membros do Elo estadual se reuniram para tratar das eleições de 2018.

Com iniciativa como estas, a Rede Sustentabilidade procura se diferenciar dos outros partidos. Enquanto PT, PMDB, PSDB, PP e outros lutam para livrar seus principais caciques da cadeia, o partido procura implantar a chamada “Nova Política”, mostrando que há pessoas no país pensando no futuro do país. Membros da Rede de toda a Bahia marcaram presença. Do Elo de Heliópolis compareceram a vereadora Ana Dalva, a coordenadora Jô Andrade e o professor Landisvalth Lima. Os próximos seminários serão em Manaus, capital do Amazonas, dia 9 de dezembro, que tratará sobre Recursos Naturais; Dia 16 de dezembro será em Cuiabá, capital do estado do Mato Grosso, abordando o tema Trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

loading...
loading...