loading...

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

MP vai avaliar pedido de providências contra taxas cobradas pelo Detran

O Ministério Público em Feira de Santana está com um pedido de providências contra as taxas cobradas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA), ao apreender carros e principalmente motos no município. O pedido de providências foi feito pelo vereador Marcos Lima (PRP). Segundo o edil, os donos de veículos de um modo geral, inclusive motociclistas, estão inconformados com os valores cobrados.

“As pessoas me procuram dizendo que estão sendo prejudicadas com essas taxas que são cobradas pelos guinchos na apreensão dos veículos. Fui buscar informações e verifiquei que essa situação causa realmente contrariedade”, afirmou Marcos Lima.

De acordo com o vereador, cada motociclista paga uma taxa de R$ 306, quando a moto é apreendida, mas em uma blitz, por exemplo, o guincho leva várias motos de vez, chegando a arrecadar uma média de R$ 3 mil em cada “viagem”. Marcos Lima acrescentou que além desse valor, o dono do veículo paga uma taxa de R$ 50 por cada dia que a moto permanece no Pátio Bahia (local para onde são levados os veículos apreendidos pelo Detran).

Ainda segundo o vereador, essa taxa de R$ 50, em muitas oportunidades, a depender de quanto tempo fique no Pátio Bahia, torna inviável a recuperação da moto, porque quando o dono vai reavê-la o montante acumulado supera o valor do veículo.


Com informações de Acorda Cidade/Fotos: Ney Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

loading...
loading...