loading...

sábado, 11 de novembro de 2017

Situação de maternidade do Município de Santo Amaro é discutida em reunião da Rede Cegonha

Um diagnóstico do Hospital Maternidade Santo Amaro, fundado em 1936, no Município de Santo Amaro, foi apresentado nesta sexta-feira (10/11), pelo diretor da maternidade, Anibal Peixoto, durante a 6ª reunião da Rede Cegonha, na sede do Ministério Público estadual, no CAB. A Rede Cegonha é um projeto estratégico do MP que visa reduzir a morbi-mortalidade materna e infantil no estado da Bahia, por meio do acompanhamento da efetivação da assistência à saúde de qualidade voltada às gestantes, parturientes e recém-nascidos. Segundo a coordenadora do projeto, promotora de Justiça Mirella Brito, o projeto reúne profissionais de saúde e promotores de Justiça com o objetivo de “discutir as deficiências estruturais da rede e assim aprimorarmos a nossa atuação”.

O Hospital Maternidade Santo Amaro possui 34 leitos para o Sistema Único de Saúde (SUS). A clínica obstétrica tem quatro leitos para o pré-parto e um alojamento conjunto com 16 leitos, além de uma clínica cirúrgica também com 14 leitos. O hospital voltou a operar pelo SUS em fevereiro deste ano e, atualmente, está iniciando as tratativas para a manutenção do atendimento gratuito da população na unidade. A promotora de Justiça Mirella Brito complementou que já estão previstas visitas a quatro maternidades na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e, posteriormente, será elaborado um diagnóstico que permitirá a proposição de medidas para reduzir os casos de mortalidade materna e neonatal. “Hoje o Ministério Público é o maior fomentador de políticas públicas. Então temos que somar esforços para dar dignidade a essas pessoas e o SUS é o maior instrumento para isso”, registrou ela.

Também esteve presente no encontro a promotora de Justiça Maria Isabel Rodrigues de Oliveira Vilela, além de profissionais da área de saúde, representantes de unidades hospitalares e secretários de saúde de municípios da RMS. A próxima reunião do ‘observatório de maternidades’, que é parte integrante do projeto Rede Cegonha, está prevista para ocorrer na primeira semana de dezembro. Na ocasião, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) vai apresentar o sistema de regulação de pacientes da área obstétrica e a maternidade de Lauro de Freitas vai mostrar seus indicadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

loading...
loading...