loading...

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Suspeito de torturar e matar menina de 12 anos nega o crime e diz que sabe quem matou

Após receber alta médica do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), Felipe de Souza Santos, onde estava internado após ser vítima de um tiro, foi apresentado na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Complexo Policial do bairro Sobradinho, em Feira de Santana.

Segundo a polícia, Felipe, também conhecido como ‘Jegue’, é acusado de torturar e matar Vitória Paixão de Souza Santos, de 12 anos, no bairro Aviário. O crime aconteceu no dia 2 de março deste ano.

Investigadores da DHPP relataram que a menina foi atraída para um imóvel e após ser amarrada e amordaçada, passou a ser torturada, sendo espancada como pedaços de madeira, teve os cabelos cortados e foi afogada várias vezes em um balde com água, até a morte. Em seguida, o corpo foi envolto em uma rede e jogado em um lixão nos fundos do Conjunto Penal.

Além de Felipe, dois adolescentes teriam participado do crime, sendo que um deles já foi apreendido. Ainda de acordo com a polícia, a morte de Vitória foi provocada pelo fato dos acusados acreditarem que a garota estava passando informações para uma facção rival.

Em entrevista ao repórter Sotero Filho, o acusado contou que foi baleado porque está tentando sair do crime e como não conseguiu sair do bairro foi atacado. 
“Eu andava junto com ‘praticantes’ (criminosos) e aí quem tá junto, que nem o ditado fala: ‘quem anda com porcos, farelo come”, explicou sobre o atentado que sofreu.
Ele nega ter participação na morte da garota Vitória e alega que estava na casa da ex-companheira no dia do crime. Felipe diz que conhecia a vítima, que conversavam normalmente e que a família dela tinha conhecimento.

“Eu já pedi perdão a Deus pelos meus atos e to querendo mudar minha vida. Estou disposto a pagar, se for preciso ‘descer’ para o presídio, eu vou, mas estou aí firme e forte na presença de Deus”, diz Felipe.


Questionado sobre sua suposta participação na morte da garota, Felipe disse que a polícia precisa provar, confessou que já cometeu roubos, tráfico de drogas e alega que nunca cometeu homicídio. Ele ainda contou que sabe quem matou a adolescente, mas se negou a revelar o nome.

Felipe de Souza Santos prestou depoimento e ficou à disposição da justiça.

F: Central de Polícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

loading...
loading...