quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Moradores de Cruz das Almas vão as ruas da cidade para pedir paz

O mês de janeiro terminou com um saldo de 7 homicídios e duas mortes decorrente de oposição à Intervenção policial (antigo auto de resistência). Chocante para a população de um município com pouco mais de 65 mil habitantes.

Diante de uma triste realidade de tal violência, a sociedade civil se organizou para realizar um ato pacífico pelas ruas da cidade contra a violência. A concentração da Caminhada da Paz aconteceu nesta tarde de quarta-feira (7) na Praça Multiuso em Cruz das Almas. Juntos, os amigos, políticos, empresários e, familiares de pessoas vitimadas pela violência percorreram as ruas da cidade munidos de faixa, cartazes e bolas em branco em um ato solidário contra a violência. O movimento teve como principal foco, chamar a atenção das autoridades em relação a segurança pública no município.

Dois últimos homicídios
Um jovem universitário foi atingido com três tiros na noite do último domingo (28), por volta das 22h45, em sua residência na localidade de Tiririca, zona rural de Cruz das Almas, mas não resistiu e faleceu na madrugada desta terça-feira (30), no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. De acordo com informações, homens armados chegaram na residência do jovem e efetuaram vários disparos contra o mesmo, atingindo-o em sua barriga. O óbito se deu depois de uma cirurgia para retirada da bala. Reinaldo era estudante de Educação Física em uma universidade privada e concluiria o nível superior daqui a um mês. A Polícia Civil do município está investigando o caso.

Segundo crime
Segundo informações da Polícia Civil, uma mulher identificada como Fabiana Sousa e Sousa, de 21 anos, foi morta a facadas dentro de sua casa localizado no Conjunto Habitacional Minha Casa, Minha Vida da Pumba. A jovem levou em torno de 17 facadas em frente ao seu filho de de 5 anos de idade.

F: #ForteNoReconcavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário