quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

“Espero que as autoridades corram atrás, que não fique impune esse crime”, diz pai de adolescente assassinada

Silvestre Teixeira Mendes, pai da adolescente Bruna Santana Mendes, de 16 anos, que estava desaparecida desde domingo (18) e foi encontrada morta na manhã desta quarta-feira (21), esteve no Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana e declarou que espera que o culpado pelo assassinato de sua filha seja punido. “Me revolta, muita revolta, uma criança, tudo pela frente, de repente acontece uma tragédia dessa. Espero que as autoridades corram atrás, que não fique impune esse crime”, disse o pai.

Ele contou em entrevista coletiva que não chegou a ver o corpo no local onde foi encontrado, pois já tinha sido recolhido ao rabecão do DPT. Ele revelou que toda família está abalada com o crime.

"Quando eu cheguei lá, o corpo já estava dentro da viatura, então não teve como eu ver, mas eu fui chegando, já estava desesperado por saber que era a minha filha que estava ali. Talvez o assassino estivesse ali também conversando com a gente, vendo a gente, e a polícia ainda não tem nada em mãos. É muita revolta, é uma criança com tudo pela frente”, desabafou.

O pai da adolescente informou que a família não sabia do namoro da filha com um rapaz que sabia apenas quem era o tio dele. Questionado se suspeitava de alguém, Silvestre disse que não queria falar sobre o assunto para não complicar para a família e atrapalhar o trabalho da polícia.

“Não posso falar se suspeito de alguém porque pode complicar a mim, minha família ou o trabalho da polícia. Espero que esse crime não fique impune”, finalizou.


F: Central de Polícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário