domingo, 20 de maio de 2018

BAHIA: Casos de estupro contra menores no interior do estado são investigados sigilosamente pela Polícia Civil

Agentes da Guarda Civil Municipal de Luís Eduardo Magalhães prenderam João Carlos de Souza Cruz, de 31 anos, acusado de ter estuprado e engravidado a enteada, de 12 anos de idade, na sede do Conselho Tutelar.

O crime começou a ser praticado no último mês de janeiro e somente agora foi denunciado, graças à intervenção da direção da escola em que a menor estuda. Ela relatou a violência sofrida e garante que o bebê é filho do padrasto. A menina relatou o fato após assistir a uma palestra sobre abuso sexual.

A Polícia investiga para saber se a mãe possuía conhecido sobre a violência sexual sofrida por sua filha. O Conselho Tutelar já possuía uma denúncia feita por um vizinho e acompanhava o caso.

A criança foi ouvida pela Polícia Civil e encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi submetida a exame de corpo de delito.


CRUZ DAS ALMAS
A avó de uma garota de 8 anos procurou a Delegacia Territorial para denunciar um estupro contra a menor que segundo relatos da vítima para a sua avó já acontecia desde quando a criança tinha 6 anos. O estupro contra a vulnerável era praticado pelo próprio padastro da vítima. O caso terá o acompanhamento do Conselho Tutelar e a investigação sigilosa da Polícia Civil.

#ForteNoReconcavo/Tribuna Sisaleira

Nenhum comentário:

Postar um comentário