segunda-feira, 11 de junho de 2018

Segurança do Shopping da Bahia tenta impedir que criança negra almoce em praça de alimentação; assista

A ação de um segurança do Shopping da Bahia causou indignação nesta segunda-feira (11), depois que ele tentou impedir um rapaz de comprar almoço para uma criança vendedora de doces na área do estabelecimento. Kaique Sofredine seguiu com o menino e lá dentro foi surpreendido. Tudo foi filmado por uma mulher que acompanhou a tentativa do segurança, inclusive, de tomar o prato com o almoço escolhido pela criança, aparentemente, de 10 anos de idade.

Kaique Sofredine, o rapaz que resistiu à ordem do segurança, insistiu em pagar a despesa e desafiou: “Vai comer, sim. Pode chamar quem você quiser. A criança não está fazendo nada e eu vou pagar tudo!”.

Mesmo diante de várias pessoas que assistiam à cena, o segurança chegou a avançar sobre o prato que seria colocado em uma bandeja, mas a vendedora evitou que ele o pegasse. A seguir, ele agarrou a criança pelo braço, mas o rapaz voltou a impedir que ela fosse retirada do shopping à força e voltou ao caixa. “Queria que fosse o seu filho”, disse o rapaz, indignado, enquanto o vigilante usava um rádio de comunicação para chamar outros colegas de trabalho.

Em alguns minutos, o rapaz e a criança estavam cercados, mas um homem que parecia ser o chefe da equipe de seguranças, conversou e a criança acabou sendo levada a uma mesa onde almoçou. Até agora a direção do shopping não falou sobre o assunto.


Veja o vídeo no play abaixo
F: #AgoraNaBahia

4 comentários:

  1. Parabéns pela atitude do rapas.

    ResponderExcluir
  2. Estou indignado c9m atitude desse segurança impedir a força de uma ser humano se alimentar não vou nem entra no mérito de ser uma criança.

    ResponderExcluir
  3. Agora é processar o shopping e o segurança. Causa já ganhada e o segurança perdi o emprego tmb.

    ResponderExcluir
  4. Processa mesmo, p que esse monstro tenha mais compaixão ao próximo,ele não estava roubando e nem pedindo, alguém iria pagar p ele, então, desde já deveria ser tratado com um cliente.

    ResponderExcluir