sábado, 22 de setembro de 2018

MARAGOJIPE: Cerca de meia tonelada de lixo foi retirada da Ilha do Galego

Isopor, tampas de garrafas, espumas de geladeira, aparelhos de tv, sandálias e sapatos, lâmpadas, garrafas de vidros, pneus, brinquedos, seringas e preservativos foram alguns dos muitos resíduos retirados de uma área de 2.000m² da Ilha do Galego, em Maragojipe. O “faxinaço” teve a participação do Projeto CO2 Manguezal, executado pela Fundação Vovó do Mangue com vistas à recuperação e preservação de áreas de mangue nas baías de Iguape e de Todos os Santos.

A ação fez parte da

#SemanaMaresLimpos2018, promovida pela campanha MaresLimpos, sob a coordenação da ONU Meio Ambiente. Distribuídos em 30 sacos, os 485kg de lixo retirados foram agrupados e encaminhados para o descarte adequado. Após a limpeza, a área foi preparada e a equipe do CO2 Manguezal iniciou o replantio de mudas de mangues.

Inicialmente prevista pela equipe técnica e voluntários para ser concluída em apenas um dia, a limpeza foi feita em dois dias (18 e 19 de setembro) devido à grande quantidade de resíduos presentes no local. Segundo o biólogo do CO2, Bruno Barbosa, “o aumento da poluição na área cresceu de forma assustadora. É necessário conscientizar a sociedade sobre os prejuízos causados por essa poluição ambiental. Essas ações que envolvem a comunidade tem como cunho fomentar o protagonismo da transformação nessas áreas”, afirmou.

Em sua segunda edição, a campanha #SemanaMaresLimpos de Limpeza de Praias teve início no último sábado, 15, Dia Internacional de Limpeza de Praias. A ação se estenderá em praias de todo o Brasil até o dia 23 de setembro e os dados da coleta – tipos de lixo encontrados, volume etc – farão parte do panorama nacional sobre o lixo no mar, subsidiando a elaboração do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, capitaneado pelo Ministério do Meio Ambiente e pela ONU Meio Ambiente. A metodologia de coleta de dados foi elaborada pelo Instituto Ecosurf, parceiro da campanha.


Plantio de mudas nativas
O plantio de cerca de 120 mudas de árvores nativas em uma área localizada na Samambaia, zona rural de Maragojipe, marcou a semana em que se comemora o Dia Mundial da Árvore, 21 de setembro. A ação de reflorestamento foi uma iniciativa do Projeto CO2 Manguezal, executado pela Fundação Vovó do Mangue com vistas à recuperação e preservação de áreas de mangue nas baías de Iguape e de Todos os Santos.

Por: Hilda Fausto (DRT1748)

Um comentário: