quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Presidentes das Câmaras de Buritirama e Maragogipe têm contas rejeitadas

Os presidentes das Câmaras de Vereadores de Buritirama, na Bacia do Rio Grande, oeste baiano, e de Maragogipe, no Recôncavo, tiveram as contas rejeitadas nesta quarta-feira (7). Ficam penalizados o vereador João Luiz Ramos de Oliveira, o Jota de Temício (PR), em Buritirama; e José Benedito Souza da Hora, o Zé Benedito (PSC), em Maragogipe. Segundo o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Jota de Temício descumpriu o limite de 7% estabelecido para despesas do Legislativo.

Conforme a Corte de Contas, o edil fez despesas no montante de R$1.631.977,76, ou seja, em valor acima do máximo permitido de R$1.620.987,47. Além disso, durante a análise, foi identificada a ausência de remessa de dados e informação pelo sistema SIGA, ao TCM. O gestor foi multado em R$1,5 mil.

Já Zé Benedito, teve as contas rejeitadas, visto que a despesa realizada com a folha de pagamento, incluído o gasto com subsídios dos Vereadores, foi de R$ 2.574.129,58, correspondente a 75,27% da receita da câmara, quando o máximo permitido é 70%. O presidente da Câmara de Maragogipe ainda usou de créditos adicionais suplementares sem o correspondente decreto executivo de abertura. O vereador terá de pagar multa de R$4 mil. Cabe recursos das decisões.


F: Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário