sábado, 1 de dezembro de 2018

Mulher que matou policial civil se entrega e alega desentendimento

Laura Tavares de Oliveira, 29 anos, responsável pela morte do investigador Roberto Carlos Neves de Souza, 51 anos, se entregou à polícia, na tarde deste sábado (1), e alegou desentendimento entre o casal como motivação para o crime. Ela compareceu na 18ª Delegacia Territorial (DT) de Camaçari e cumprirá mandado de prisão temporária.

Na noite de sexta-feira (30), ela usou uma faca para acertar o policial civil, no bairro Bomba em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador. 'Xuxa', como o investigador era apelidado carinhosamente pelos colegas, tentou buscar atendimento, mas acabou falecendo dentro do próprio carro.

As informações repassadas pela autora do homicídio estão sendo apuradas pelos investigadores da 18ª DT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário