sábado, 16 de março de 2019

GOV. MANGABEIRA: Justiça concede medida protetiva a advogada agredida em via pública por vereador

A  Justiça concedeu o pedido de medidas protetivas de urgência à advogada Dra. Verônica Barbara de Medrado Patrocínio, que mantinha um relacionamento amoroso há aproximadamente um (1) ano com o advogado e vereador da cidade, Dr. Cronor da Costa Silva.

A advogada Dra. Verônica Barbara de Medrado Patrocínio denunciou as agressões à Polícia Civil que investiga o caso, a agredida por meio de seu advogado, também solicitou as medidas protetivas nesta semana. O juiz subistituto da Comarca de Governador Mangabeira/Ba, Dr. Rafael Barbosa da Cunha, expediu uma medida protetiva obrigando o advogado/vereador a manter uma distância de 200 metros da vítima e de seus familiares. A medida com base nos artigos 19 e 22 da Lei 11.340/2006 (Lei Maria da Penha) ainda prevê prisão do advogado/vereador caso ele tente ir na casa da vítima ou tente manter contato com eventuais testemunhas oculares das agressões sofridas pela advogada em via pública ocorrido na última segunda-feira (11/março) em Governador Mangabeira.

A advogada que atuava em Salvador, disse com exclusividade para a nossa reportagem que montou um escritório na cidade a convite do advogado/vereador acreditanto em supostas promessas feitas por ele. Iludida pelas supostas promessas, a mesma se instalou na cidade onde pretendia atuar profissionalmente, mas segundo ela, ao procura-lo, acabou descobrindo da pior maneira que ele já tinha um relacionamento com uma outra mulher que também o ajudou a agredi-la.

O mesmo vem atualmente procurando os meios de comunicação para dar a sua versão aos fatos, porém suas explicações não convencem a maioria da população, especialmente as mulheres que residem em Governador Mangabeira.

Veja abaixo o entendimento do juiz ao expedir a medida emergencial de proteção à vítima
F: Jornal Forte no Recôncavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário