sábado, 2 de março de 2019

Preso nesta semana o suspeito de ter assassinado o segurança do prefeito de São Felipe

Durante uma ação que investigava traficantes e autores de homicídios, a Polícia Civil descobriu, na quarta-feira (27), algo que mudou os rumos da operação: um local onde estava escondida uma quadrilha que estaria planejando a explosão de caixas eletrônicos na região.

Segundo o delegado Bruno Barreto, as investigações apontaram que o grupo ocupava 10 apartamentos de um prédio na Rua Camacã, bairro Quinto Centenário, em Santa Cruz Cabrália. Com apoio da Polícia Militar, os agentes da delegacia da cidade invadiram o local e foram recebidos a tiros, mas ninguém ficou ferido. Dois bandidos armados fugiram por uma janela de seis metros de altura e entraram em um matagal.

Outros dois foram presos: Vinícius de Souza Figueiredo Santos, 28 anos e Talita Miller Tatagiba, de 22 anos. "A mulher dava suporte ao QG da quadrilha, comprando mantimentos, preparando alimentos e executando os outros serviços, mas sempre de forma muito discreta", aponta o delegado Bruno Barreto.

Os dois homens que fugiram, conta o delegado, foram identificados como Aroldo José da Silva Júnior, 21 anos e Marques de Souza Santos, idade desconhecida. "Descobrimos que todos têm envolvimento no assalto a uma casa lotérica no bairro Baianão, em Porto Seguro, semana passada", frisa o Bruno Barreto.

Vinícius Santos já era procurado pela justiça, acusado de ter invadido a casa do prefeito de São Felipe, numa tentativa de assalto, juntamente com um comparsa, disfarçados de carteiros e assassinar cruelmente Amilton Nascimento dos Santos, 45 anos, o segurança do prefeito que morreu com tiros na mão e na cabeça em outubro de 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário