quarta-feira, 24 de julho de 2019

MP promove reunião para reforçar combate ao abate clandestino de bovinos no Recôncavo Baiano

Com o objetivo de avaliar e debater mecanismos de repressão à prática do abate clandestino de bovinos em diversos municípios do Recôncavo Baiano, o Ministério Público estadual se reuniu com a Agência de Desenvolvimento Agropecuário da Bahia (Adab), a Polícia Militar e as Vigilâncias Sanitárias de Santo Antônio de Jesus, Varzedo, Amargosa, Laje, São Miguel das Matas, Castro Alves, Nazaré e Valença, na última terça-feira (23) em Santo Antônio de Jesus. Durante o encontro, ficou definido que os promotores de Justiça Julimar Barreto e Felipe Renauro oficiarão as Vigilâncias Sanitárias para exercerem com mais rigor a fiscalização de feiras e açougues, solicitando o apoio da Adab e da PM.

A 1ª Promotoria de Justiça de Santo Antônio de Jesus, representada pelo promotor de Justiça Julimar Barreto, destacou que o abate clandestino na região cresceu muito e, em alguns municípios, chega a 80% da carne consumida pela população, o que pode propagar diversas doenças e gerar prejuízos. De acordo com ele, a prática se configura como crime às relações de consumo. O promotor realizou uma palestra sobre questões jurídicas, relativas aos consumidores e ao meio ambiente, tendo como foco o abate clandestino de bovinos para os participantes da reunião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário