terça-feira, 2 de maio de 2017

GOV. MANGABEIRA: Centro de Especialidades Odontológicas está em pleno funcionamento

Após passar por um período de reestruturação, já que eram necessárias algumas adequações para começar os atendimentos, o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) já está em pleno funcionamento desde o início deste mês. Totalmente equipado e com uma equipe capacitada, o CEO agora funciona da forma correta, com profissionais contratados exclusivamente para o centro, não mais precisando fazer rodízio com os que estavam em atendimento nas Unidades de Saúde, como era feito anteriormente.

O tratamento oferecido no CEO é uma continuidade do trabalho realizado pelas equipes de saúde bucal, na rede de atenção básica. Lá, eles dão o primeiro atendimento e encaminham os casos mais complexos ao centro especializado.Com uma equipe de quatro profissionais e seis especialidades, o Centro oferece aos mangabeirenses, de forma gratuita, os serviços de: Diagnóstico Bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca; Periodontia Especializada; Cirurgia Oral Menor dos tecidos moles e duros; Endodontia; Atendimento a Portadores de Necessidades Especiais (PNE); Odontopediatria; e Procedimentos Individuais Preventivos, Dentística Básica e Odontologia Cirúrgica Básica, somente para pacientes especiais que não puderem ser atendidos na Atenção Básica.

Sempre pensando no bem estar dos pacientes, a Secretaria de Saúde já está planejando mais uma novidade. Todas as adequações estão sendo feitas para que os pacientes já saiam do PSF com suas consultas agendadas para o CEO, o que vai agilizar o trabalho e facilitar a vida dos pacientes. Estão previstos ainda na programação das atividades do Centro a realização de mais de 250 procedimentos por mês das diversas especialidades, um número expressivo que vai conseguir fazer com que o serviço chegue a quem mais precisa.

Este é mais um passo do Governo da Mudança para cumprir o compromisso de oferecer um serviço de Saúde humanizado e acolhedor, atendendo com a maior qualidade possível às demandas da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário