loading...

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Cerimônia marca despedida de Adelmário Xavier do Comando Regional Leste

http://www.fortenoreconcavo.com.br/2017/04/saiba-um-pouco-mais-sobre-clarividencia.html
Foi realizada na manhã desta quarta-feira (13/9) a cerimônia de despedida do coronel Adelmário Xavier, comandante do Policiamento Regional Leste (CPRL). Estiveram presentes no evento o comandante-geral da Polícia Militar, Anselmo Brandão, 18 coronéis e outras autoridades.

“Hoje é um dia especial para o coronel Adelmário. Sou suspeito de dizer alguma coisa porque somos oriundos do sertão. Conheci o coronel Adelmário no Colégio da Polícia Militar e naquele momento nós vislumbrávamos um mundo melhor. Vocês não imaginam como era difícil sair do sertão de Curaçá, em Juazeiro, e chegar à capital”, declarou o comandante-geral Anselmo Brandão.

Ele disse ainda que irá se com o governador e o secretário de Segurança para definir um novo comandante para a região leste. “Já tenho alguns nomes, mas não vou me antecipar. Tão logo a gente feche, vamos fazer logo a mudança. Será uma pessoa que conheça a região. Acredito que até sexta-feira, a sociedade deverá saber quem será o novo comandante”.

O ex-comandante da Polícia Militar, Alfredo Castro, diz que se emocionou na despedida do coronel Adelmário Xavier. “Ele demonstrou a cada dia dentro da instituição e também a seus pares a maneira de como agir como policial e pai de família. Isso é muito pra gente levar esse exemplo. Tudo o que Adelmário relatou é a pura verdade e hoje está saindo de cabeça erguida. Mais um coronel que vai pra reserva”.

O coronel Adelmário Xavier falou sobre o período em que permaneceu à frente do CPRL. “Meu trabalho foi finalizado com muita dedicação, muita responsabilidade e acima de tudo muita seriedade. A gente sempre acha que pode fazer mais alguma coisa. Eu acredito que todas as missões que me foram dadas eu consegui concluir”.

Ainda de acordo com Adelmário, desde a infância ele sonhou em ser policial e por isso sempre trabalhou com muita vontade e dedicação. “Desde criança eu queria ser policial militar. Então eu trabalhei com muita vontade, porque era aquilo que eu queria fazer. Conclui o meu período na corporação fazendo tudo como se estivesse no início. Eu aproximei muito a sociedade da Polícia Militar e muito a imprensa. O ganho é um capital que vem vier tem que manter, porque foi um ganho muito importante”.

F: Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

loading...
loading...