sábado, 16 de junho de 2018

CRUZ DAS ALMAS: Vendas de chapéu de palha e licor movimenta a economia no município

Durante o mês de junho, as vendas triplicaram em relação a outros meses do ano devido aos festejos juninos. Os chapéus de palha personalizados aquecem o mercado informal chegando a movimentar 60% da economia local. Em Cruz das Almas, no Recôncavo baiano, Os chapéus tem uma saída melhor do que os chapéus feitos de material sintético por simbolizar o caipirismo e a simplicidade do agricultor rural. Quem passa pela Praça Senador Temístocles (centro comercial) da cidade, já ver chapéus tradicionais e personalizados para todos os gostos e idades. Os preços variam entre R$15,00 a R$25,00 podendo chegar até os R$60,00 dentro do circuito da festa que esse ano volta a acontecer no Parque Sumauma. O licor é um atrativo a parte que em muitas das vezes rouba a cena e nessa época de festas subistitui o cafezinho em lojas e repartições públicas. São vários sabores, tem até licor de chocolate para quem é chocolotra assumido. Os preços variam podendo chegar a R$20,00. Ao que tudo indica, apesar da crise, o São João deste ano em Cruz das Almas será de muita fartura com aquecimento das vendas no período junino e potencializado pela Copa do Mundo.

Por: #ForteNoReconcavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário