sexta-feira, 29 de março de 2019

GOV. MANGABEIRA: Ex-prefeita Domingas Paixão é uma das 15 mulheres homenageadas na ALBA

A Comissão de Direitos da Mulher, presidida pela deputada Olívia Santana (PC do B), realizou nesta quinta-feira (28/março) a sessão especial “Mulheres na Luta: Direitos, Resistência, Poder e Democracia”, que homenageou 15 personalidades femininas de destaque na política e na sociedade civil e contou com as palestras da deputada estadual pelo Estado de São Paulo Erica Malunguinho (PSOL) e a ex-candidata a vice-presidente do Brasil, Manuela D'Ávila. A ex-prefeita do município de Governador Mangabeira, no Recôncavo baiano, Domingas Paixão, recebeu uma homenagem por indicação da deputada Mirela Macedo.

“Escolhemos estes temas para nomear a sessão pois eles estão na ordem do dia e esta é uma opção política. Precisamos e queremos debater os espaços das mulheres na política”, defendeu Olívia Santana. Para a deputada, com índices tão baixos da representação das mulheres na política, é necessário discutir as desigualdades de gênero e como ela se desenha privilegiando os homens e que confina mulheres em determinados espaços sociais.

A secretária de Política para as Mulheres do Estado da Bahia, Julieta Palmeira, endossou a fala da deputada e completou afirmando que o contexto nacional de retirada de orçamento de políticas públicas destinadas às mulheres se reflete nos estados. A secretária diz estar num momento de resistência e de esperança em unir o Governo do Estado e a sociedade civil na busca de alternativas mais integradas.

Inicialmente, a sessão foi comandada pelo deputado Nelson Leal (PP), presidente da ALBA, que se disse emocionado com a “sessão contagiante” e logo depois abriu espaço para as mulheres ocuparem toda a mesa. Com a presença de representantes da política, da sociedade civil, do Judiciário, o evento contou com a presença dos deputados: Maria del Carmen Lula (PT), Mirela Macedo (PSD), Fabíola Mansur (PSB), Jusmari Oliveira (PSD), Fátima Nunes Lula (PT), Rosemberg Lula Pinto (PT), Fabrício Falcão (PC do B), Vitor Bonfim (PR), Jacó Lula da Silva (PT), Ivana Bastos (PSD) e Robinson Almeida Lula (PT).

IDENTIDADE
Deputada pelo Estado de São Paulo, Erica Malunguinho problematizou os espaços de democracia e como os olhares de reparação são construídos dentro dos estabelecimentos para construção de identidades. Primeira mulher trans a ser eleita no Brasil, ela acredita ser necessário potencializar economicamente e politicamente as mulheres negras. “Precisamos produzir narrativas diferentes das produzidas nos espaços de poder. É fundamental que mulheres negras, LGBTs estejam ocupando a institucionalidade para colocar, à mesa, histórias que foram silenciadas durante muito tempo”, disse.

EXISTÊNCIA
Manuela D'Ávila relatou os casos de violência sofridos na última eleição em que foi candidata a vice-presidência da República e como isso repercutiu na sua vida e na forma como vem se organizando politicamente. Para ela, a guinada de violência cometida contra as mulheres, o mês de janeiro foi o mais violento entre todos da história, reflete também a posição de políticos que proclamam o ódio e que banalizam casos de estupro. 

A militante do partido comunista refletiu sobre as desigualdades, que atingem as mulheres negras com mais rigor, e fez um discurso sobre a necessidade de mulheres em espaços de poder. Exaltou a participação de mães que estavam com seus filhos no plenário da ALBA e afirmou que isto só é possível após muitos exemplos inspiradores. 

No final da sessão, Manuela D'Ávila autografou o seu livro recém-lançado Revolução Laura. 

HOMENAGEM
Com discursos emotivos e contundentes, as mulheres homenageadas reivindicaram mais espaço na política e nos partidos, destacaram as que corajosamente denunciam abusos e violências, e as inúmeras mulheres invisibilizadas e silenciadas. 

AS HOMENAGEADAS FORAM: Ednalva Bispo dos Santos, Domingas da Paixão (ex-prefeita de Gov. Mangabeira), Elisângela dos Santos Araújo, Raimunda Santos, Maria Izabel de Souza e Silva; a apóstola Niara Souza; Nice Amaral Guimarães Baleeiro; Anabel de Sá Lima Carvalho; Eva Luana da Silva; Milena Passos; as secretárias de Estado Julieta Palmeira, Arany Santana, Fabya Reis e Cibele Carvalho. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário