sábado, 27 de abril de 2019

Serviço de Ressonância Magnética é inaugurado oficialmente na Santa Casa de São Félix

Um sonho que se tornou realidade para o povo de São Félix e para todo o recôncavo baiano, o novo aparelho de Ressonância Magnética foi abraçado com muito carinho pela população de toda região, que fez questão de prestigiar o evento de inauguração do equipamento na noite desta sexta-feira (26/04), nas dependências da Santa Casa de Misericórdia de São Félix. O evento ocorreu juntamente com a entrega do Centro de Diagnose requalificado. 

O ex-prefeito do município de São Félix, José Antônio Rodrigues Alves, que faz parte da família que fundou o hospital, sinalizou que o equipamento já está funcionando e que os exames poderão ser marcados pelo SUS. “É o primeiro equipamento desse porte na região, e já começou a atender os pacientes que estão internados no Hospital, e o atendimento laboratorial começará nesta semana, favorecendo a população também através do SUS”, ressaltou José Antônio.

O investimento total foi de R$ 2,5 milhões para a aquisição do equipamento, o valor foi disponibilizado através de uma emenda do ex-deputado federal José Carlos Aleluia. Já as obras para requalificação do Centro de Diagnose e a implantação do equipamento partiram das economias da própria Santa Casa de Misericórdia de São Félix, que investiu R$1.500.000,00 (um milhão e meio de reais) nas obras.

“Estou convencido que a melhor forma de aplicar bem o dinheiro na saúde é através das organizações filantrópicas. São elas que conseguem mais resultado com cada real aplicado. Eu diria que a Santa Casa de São Félix não é apenas boa, ela é um modelo. Eu gostaria de ver esse modelo multiplicado por outros municípios. Para que uma Santa Casa dê certo é preciso que exista uma irmandade responsável, aqui existe, também é importante que escolham uma diretoria responsável, aqui escolheram”, afirmou o ex-deputado federal, José Carlos Aleluia, que neste ano foi nomeado assessor especial do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Outro autoridade que também prestigiou a inauguração foi o Deputado Federal João Roma, que não escondeu a satisfação em ver o crescimento da área de saúde no Recôncavo. 
“Eu desenvolvo trabalhos em vários municípios vizinhos e observo que toda a região procura a Santa Casa de São Félix como referência na área da saúde, então fico muito feliz com a aquisição desse equipamento para um hospital que presta serviços não somente para São Félix, mas para toda essa população muito sofrida que precisa ser cada vez melhor atendida e ter mais conforto dentro dos seus tratamentos”, salientou João Roma.

Uma noite de alegria para a população, políticos, gestores da Santa Casa e também para aqueles que fazem parte da história do hospital, como o Secretário de Saúde de São Félix, o Doutor Odilon Rocha, que relembrou com orgulho como tudo começou. 

“Eu, juntamente com a família Alves e outros colaboradores fomos importantes na construção desse hospital, que representa hoje o que tem de melhor no recôncavo baiano, com tecnologias de ponta e também com serviços de ponta. Acho que ter em São Félix, que é um município de pequeno porte, um equipamento de saúde de tamanha magnitude é fundamental. Ainda mais na Santa Casa de São Félix que é referência por ter baixos índices de mortalidade, bons índices de partos naturais, um atendimento espetacular, uma UTI funcionando e não dever nada a ninguém, e considerando que no País quase todo mundo deve dinheiro, esse quadro chega a ser até um milagre”, enfatizou Dr. Odilon Rocha.

A ressonância magnética adquirida permite exames em alta definição de imagem, com ou sem contrates. O equipamento oferece um conjunto de ferramentas que permitem alto nível de precisão, produtividade e confiabilidade em alta definição de imagem em 3D. 

A chegada da máquina situa a Santa Casa de Misericórdia de São Félix entre os hospitais com os melhores e mais modernos equipamentos de imagenologia do Interior do Estado, proporcionando conforto, segurança e tranquilidade aos pacientes, tudo com imagens em alta definição. Já a reestruturação do setor de Diagnose vai melhorar o acolhimento, proporcionando mais conforto aos pacientes e aumentando a demanda dos atendimentos do hospital.

Por: Vagner Franco/Impacto Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário