sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Pauliana é morta por espancamento enquanto comemorava fim de campeonato

Uma briga generalizada em uma festa realizada no Centro Social Urbano (CSU), na cidade de Serrinha, no último domingo, terminou com a morte de Pauliana Gomes dos Santos, de 37 anos. Ela participava da comemoração da final de um campeonato e, durante o tumulto, foi ferida com um pedaço de garrafa quebrada na perna direita, por volta das 21h.

Conforme consta no boletim de ocorrência da Polícia Civil, o irmão da vítima, Reginaldo Gomes, declarou que, inicialmente, Pauliana teria sido provocada por outra mulher. Em seguida, bastante aborrecida com o insulto, ela teria arremessado um capacete contra a rival, mas errou e acabou atingindo o namorado da mulher que, por sua vez, a agrediu com um soco no rosto.

A partir daí a situação ficou ainda pior. A mulher se apossou de uma garrafa quebrada e desferiu golpes na perna da vítima. A agressora foi contida por populares e fugiu do local. O motivo que teria provocado a confusão ainda não foi revelado pela polícia.

Pauliana recebeu os primeiros socorros no Hospital Municipal de Serrinha (HMS), mas devido a gravidade dos ferimentos foi transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE) em Salvador. Após passar por um procedimento médico, ela recebeu alta na tarde de segunda-feira, 16, e retornou para Serrinha, porém passou mal no início da noite, foi levada novamente para o HMS e ficou internada.

Na tarde do dia seguinte (terça-feira, 17), o quadro clínico da vítima se agravou e ela morreu na unidade, antes mesmo de ser transferida. O corpo de Pauliana foi sepultado na tarde desta quarta-feira, 18, no Cemitério Jardim das Acácias, no bairro Cidade Nova.

Por: Cleriston Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário