loading...

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Universidade de São Paulo confirma tremor de terra em São Félix

O Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) confirmou o tremor de terra ocorrido no recôncavo da Bahia, na quarta-feira (19). Segundo o centro, o fenômeno ocorreu na cidade de São Félix e teve magnitude de 1.6 mR.

Nas redes sociais e aplicativos de troca de mensagens, moradores de Cachoeira, cidade vizinha a São Félix, relataram que sentiram o tremor e se mostraram apreensivos com a situação.
De acordo com o Centro de Sismologia, o fenômeno foi registrado às 18h51, em São Félix, em 2 estações sismográficas da RSBR e foi localizado com a ajuda de pessoas que sentiram o tremor e mandaram relatos para eles.

O centro esclareceu que tremores pequenos são relativamente comuns no Brasil e podem ocorrer em qualquer lugar. "Normalmente, não trazem nenhum perigo a não ser um pouco de susto a população".

Segundo a Centro de Sismologia da USP, não é possível saber a natureza ou a causa destes pequenos abalos. O instituto disse que, geralmente, são causados por pressões geológicas naturais presentes na crosta terrestre.

Em Nota, a Prefeitura de Cachoeira trás a seguinte informação:

Após relatos da população cachoeirana sobre tremores de terra, a Prefeitura acionou a Defesa Civil do Estado da Bahia para que fosse realizada uma analise a respeito do ocorrido. O órgão entrou em contato com o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília e com a Defesa Civil Nacional, e obteve a informação de que não foi detectado nenhum abalo de magnitude alta que possa provocar danos na cidade ou na região.

A Prefeitura de Cachoeira também entrou em contato com a Votorantim Energia, empresa que administra a Barragem Pedra do Cavalo, e foi informada que não houve nenhuma alteração no funcionamento da usina nos últimos dias.

Nota técnica do Observatório Sismológico da UnB e Defesa Civil Nacional:

“Foi feita uma busca entre os dias e horários 19/Ago, 15h, (local) e 20/Ago, 3h (local), e não encontramos nenhum evento ocorrido em Cachoeira-BA. A cobertura de estações é pobre e a mais próxima é NBLA a 2.1 graus (mais de 200 km), as outras mais próximas são NBPN, NBIT e CMC01 com distancias até 3 graus (cerca de 300 km). Com essa cobertura é possível detectar, com certeza, qualquer evento com magnitude superior a 2 mR. Sendo assim, podemos afirmar que não foi registrado nenhum evento em Cachoeira nesse período com magnitude superior a 2. Se houve um terremoto, foi pequeno (baixa magnitude) e não foi possível registrá-lo.”

Nota da Votorantim Energia:

“A Votorantim Energia, gestora da Usina Hidrelétrica de Pedra do Cavalo, de acordo com o seu compromisso de transparência e proximidade com as comunidades, informa que não houve nenhuma anormalidade, ou o registro de ocorrência em relação às operações da UHE Pedra do Cavalo na noite do dia 19/08. A Usina segue operando normalmente.”

F: G1 Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário