sábado, 31 de março de 2018

A emissora de TV Rede Bahia, pode sair do ar a qual quer momento ou perder a concessão por uso político de favorecimento a ACM Neto

Em discurso inflamado na cerimônia de assinatura da construção de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na manhã deste sábado (31), no Imbuí, em Salvador, o governador Rui Costa (PT) levantou suspeita de “abuso de poder” por parte do prefeito ACM Neto (DEM), e denunciou boicote da Rede Bahia. Rui prometeu questionar o caso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA).

“Eu governo há três anos e três meses, e em nenhuma ordem de serviço eu tive a TV (Bahia) acompanhando o evento. Na semana passada eu tive no subúrbio assinando ordem de serviço na Policlínica de Escada, e a TV não estava lá. Dei ordem de serviço em várias obras, de várias avenidas em Salvador, e a TV não estava. Ao cobrar da rede de televisão o motivo de eles não cobrirem, eles diziam: ‘É norma da Globo não cobrir ordem de serviço. A gente só cobre inauguração’”, disse o governador.

Rui afirmou que o argumento da emissora não se sustenta por causa da cobertura das pautas do prefeito, e lembrou a assinatura da ordem de serviço do BRT, na quinta-feira (29), no Itaigara, e prometeu acionar seus advogados para fazer uma representação no TRE.

“Engraçado foi que na quinta (29) eu vi uma ampla cobertura da construção de um viaduto ali no Itaigara, cobertura da assinatura da ordem de serviço. Eu procurei e vou mandar meus advogados procurarem saber no TRE se a norma da Globo mudou, porque nos estamos há sesi meses da eleição. Eu vou pedir aos meus advogados para procurarem ver e representarem no TRE, porque isso pode ser abuso de poder por parte de quem é dono da televisão. Mudou a regra da Globo?”, questionou Rui.
F: Jornal de Olho na Cidade

Um comentário: