quarta-feira, 25 de julho de 2018

CACHOEIRA: Vereadores de oposição são acusados de perseguição por servidores municipais

Prestadores de serviços municipais prometem fazer um novo protesto na próxima segunda-feira (30) na Câmara Municipal de Cachoeira/Ba. Segundo informações, os contratados acusam os vereadores de oposição de perseguição ao governo municipal, já os vereadores se defendem alegando de que apenas querem obrigar a atual gestão a seguir as recomendações do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que expediu a decisão com pedido de liminar em favor de uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) contra o prefeito. Caso o prefeito insista nas nomeações, lhe será aplicada uma multa de R$5 ao dia.

Além disso, o prefeito da cidade histórica está proibido de realizar novas nomeações referentes aos 47 cargos de fiscal dos prédios escolares e 15 de fiscal dos prédios dos PSFs.

Com a revogação das leis 803/2009 - 867/2010, que foram analisadas, aprovadas por vereadores e sancionada pelo prefeito em 2009 e 2010, criando cargos de emprego, cerca de 100 servidores podem ficar desempregados. A situação para o prefeito Tato se agrava mais ainda pelo fato do atual gestor ter uma minoria na bancada aliada ao seu governo.


#ForteNoReconcavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário