quinta-feira, 18 de abril de 2019

Cremeb suspende stividades profissionais de Alan Castro por violar Código de Ética Médica

O deputado estadual Alan Castro (PSD) teve as atividades profissionais suspensas pelo Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) por um período de 30 dias.

Segundo publicação no Diário Oficial da União, o deputado do prefeito de Cachoeira Tato Pereira (PSD), que também é médico, infringiu quatro artigos do Código de Ética Médica.

Ele violou dispositivo de número 30, que veda “usar da profissão para corromper costumes, cometer ou favorecer crime”; o 60, que proíbe “permitir a inclusão de nomes de profissionais que não participaram do ato médico para efeito de cobrança de honorários”; o artigo 80, que prevê punições para quem “expedir documento médico sem ter praticado ato profissional que o justifique, que seja tendencioso ou que não corresponda à verdade”; e o 81, que pune quem “atestar como forma de obter vantagens”.

A suspensão do deputado foi determinada pela 2ª Câmara do Tribunal Superior de Ética Médica do Conselho Federal de Medicina.

Alan afirma que ainda não foi intimado sobre a decisão do Conselho Regional de Medicina.

F: BnNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário