domingo, 29 de setembro de 2019

CACHOEIRA: Noite de contos marca o lançamento do segundo livro da escritora cachoeirana Tianalva durante a Flica

Literatura, música e sabedoria popular. Esses são apenas alguns elementos presentes na I Noite de Contos Migrantes, que será realizada no dia 25 de outubro, no município de Cachoeira. O evento marca o lançamento do livro ‘Migrantes’, segunda publicação da escritora cachoeirana Marinalva Silva, a Tianalva e acontece no Cantinho da Tianalva, localizado na Praça da Aclamação, número 06, a partir das 18h. 

A realização tem como principal objetivo incentivar a leitura e a escrita, além de valorizar a literatura local, retomando a dimensão coletiva do ato de narrar através da interpretação pública/dramática. A atividade conta com apresentação de Clara Amorim, cenografia de Dico Punk, sonoplastia de Carol Lopes e projeção visual de Edelsio. 

Passeando entre realidade e ficção, ‘Migrantes’ reúne nove contos que entrelaçam a história da autora e seus personagens, resgatando memórias do passado e os desafios enfrentados pela população negra cachoeirana na luta pela sobrevivência. A obra é um convite para conhecer o Recôncavo e suas singularidades, transitando por cidades como Santo Amaro, São Félix e Santo Estêvão.

Moradora de Cachoeira desde a primeira infância, Tianalva utiliza a escrita como um refúgio, transformando em arte as dificuldades que testemunhou ao longo dos seus 63 anos. Escritora, contista e ficcionista, suas obras dão vida a histórias anônimas que resistem às tentativas de apagamento. 

Além do lançamento no dia 25 de outubro, o sarau deve se repetir em outras quatro oportunidades, promovendo integração entre diferentes públicos de comunidades da sede e da zona rural de Cachoeira, são elas: os bairros Faceira e Pitanga, o distrito de Belém e a comunidade quilombola Santiago do Iguape. 

O projeto é realizado pela Cartonera das Iaiá com o apoio do Conselho Municipal de Política Cultural de Cachoeira, apoio financeiro do 1º Edital Setorial de Cultura de Cachoeira, do Fundo Municipal de Cultura de Cachoeira, da Secretaria de Cultura e Turismo, e da Prefeitura Municipal da Cachoeira – Tesouro Cultural da Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário