quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

CRUZ DAS ALMAS: APP desenvolvido pela Embrapa ajuda a reconhecer e controlar pragas e doenças do maracujazeiro

Um aplicativo desenvolvido pela Embrapa Mandioca e Fruticultura, em Cruz das Almas, na Bahia, vai auxiliar produtores de maracujá no diagnóstico e controle das principais pragas e doenças da cultura.

Denominado AgroPragas Maracujá, a inovação permite comparar fotos das pragas e sintomas das doenças identificadas no campo com as imagens disponíveis no aplicativo.

Outra vantagem é que a tecnologia pode ser acessada off-line, sem necessidade de conexão à internet. Basta o usuário baixar o aplicativo no celular ou em outro dispositivo móvel e acessar a tecnologia.

O aplicativo se baseia nas informações do Guia de Identificação e Controle de Pragas do Maracujazeiro, publicação lançada em 2017 pela Embrapa na forma de cartilha impressa.

No AgroPragas Maracujá, as informações estão apresentadas de maneira sucinta, adaptadas ao ambiente virtual.

O guia impresso já havia sido entregue aos produtores, técnicos e estudantes, mas a sua utilização no campo ficou prejudicada pela necessidade de imprimir as fotos para compará-las às pragas e doenças encontradas no pomar.

Muitas vezes, a má qualidade da impressão no papel comum inviabilizava o diagnóstico. Por isso, investimos no desenvolvimento do aplicativo, que permite em tempo real o diagnóstico e controle”, disse a pesquisadora da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Cristina de Fátima Machado.

A pesquisadora é responsável por essa atividade que integra o programa de melhoramento genético do maracujazeiro, liderado pelo pesquisador Fábio Faleiro, da Embrapa Cerrados (DF).

O guia conta com a participação de nove pesquisadores da Embrapa e do professor Quelmo de Novaes, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), especialista em viroses do maracujazeiro.

O aplicativo já foi apresentado a produtores de maracujá de Brejões, no interior baiano. O produtor e secretário de Agricultura do município, Euderico Filho, elogiou a inovação.

“O aplicativo é interessante, pois é uma forma moderna de uso da tecnologia em tempo real com a qual podemos comparar uma situação de campo com fontes de informações seguras sobre as características das pragas e sintomas das doenças das plantas como um todo, raiz, caule, folha, flor e frutos, facilitando o diagnóstico, proporcionando ao técnico ou ao produtor a possibilidade de dar uma resposta para solucionar o problema no maracujazeiro”, comentou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário