loading...

sábado, 14 de dezembro de 2019

UFRB adota medida para afastar estudante acusado de racismo de residência e centro

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) informou, em nota enviada à imprensa, que a reitoria da instituição expediu uma medida cautelar para afastar da residência o estudante acusado de racismo contra uma professora, Danilo Araújo de Góis.

O caso ganhou repercussão após ser filmado dentro da sala de aula do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), em Cachoeira, na segunda-feira (9).

O afastamento foi uma solução para assegurar a tranquilidade da comunidade acadêmica, encontrada na quarta-feira (11), após um conflito na residência, em que outro aluno que teria sido alvo de homofobia tentou invadir o quarto do acusado de racismo, na última terça-feira (10).

A medida da reitoria também determina o afastamento do aluno do CAHL. No entanto, de acordo com a UFRB, o estudante não tomou ciência do documento, uma vez que ainda não havia sido localizado pela instituição. A universidade afirma que a medida de afastamento não deve causar “prejuízo para as suas atividades acadêmicas”.

Depois de o aluno caso de racismo ser expulso da residência na terça-feira, ele foi abrigado numa instituição religiosa em Cachoeira, onde pernoitou e não foi mais visto. No entanto, ontem (12), ele foi localizado em Salvador e prestou depoimento, afirmando que teria se recusado a pegar uma avaliação das mãos da professora por “questão de energia” .

F: Metro 1/UFRB

Nenhum comentário:

Postar um comentário