loading...

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

APP Chama é um marketplace que conecta revendedores de botijões de gás a clientes

Quanto custou o botijão de gás em 2019? Depende da época da consulta e da cidade. Nos últimos 12 meses, o Brasil presenciou cinco aumentos de preço. O último avanço ocorreu no dia 26 de dezembro, impactando em 5% o preço do botijão de 13kg (esse é o tamanho de 70% dos botijões de cozinha vendidos no país). Além disso, outro fator que impacta o bolso do consumidor é o quanto o preço pode variar: entre estados existe até 58% de diferença, já que impostos e custos são diferentes em cada unidade federativa.

Item essencial no domicílio das famílias, esse é um gasto que não pode ser cortado do orçamento e, em épocas de aumento de custos, conseguir driblar essa realidade é importante para a maioria das famílias.

Sheynna Hakim Rossignol, diretora-geral do Chama, aplicativo que conecta revendas de botijão a consumidores permitindo comparar preços, visualizar tempo de entrega e satisfação dos clientes, acredita que estimular a competitividade é uma das melhores formas de equilibrar o mercado. É por isso que, para ela, a tecnologia é uma importante aliada.

Com o Chama, por exemplo, é possível ver o preço praticado por diversos revendedores de uma região, assim o consumidor tem a possibilidade de facilmente comparar e escolher o que está dentro do seu orçamento."

Recentemente, em uma pesquisa rápida realizada através do aplicativo, foi possível verificar situações como a do Residencial Santa Terezinha, no bairro do Mandaqui, São Paulo. Por lá, a variação de valores vai de R$ 65,90 a R$ 78 - diferença de mais de 18%. Também na capital paulista, no bairro Vila Nova Cachoeirinha os preços oscilam entre R$ 65 a 90 (mais de 38% entre um revendedor e outro), no Jardim Maracanã entre R$ 65,99 a R$ 99 (mais de 50% de variação), no Jardim São Luís, de R$ 66,99 a R$ 100 (49% de oscilação) e, na Vila Miriam, os preços vão de R$ 65,99 a R$ 150 - diferença assustadora de mais de 127%.

No entanto, alguns consumidores têm chamado a atenção para a baixa diferenciação de preços em algumas regiões. Em uma pesquisa de preço feita em janeiro, dentro e fora do aplicativo, constata-se de que este fato realmente acontece. Na Grande São Paulo, em Taboão da Serra, por exemplo, por meio de uma simples consulta de preços foi possível identificar que 70% das revendas tabelaram o valor do botijão em R$ 75, enquanto as demais praticam preços superiores a elas.
A mesma prática foi observada no bairro do Butantã, onde o botijão é fixado em R$ 80 por quase 80% das revendas enquanto as demais praticam preços de até R$86, deixando o consumidor impossibilitado de encontrar o gás mais em conta mesmo com pesquisa de valores.

“Infelizmente, também identificamos este comportamento de preços em revendas cadastradas no Chama e vemos isso como algo que prejudica o mercado”, afirma Sheynna.

Vantagens do aplicativo
Além da comparação de preço, fazer o pedido de gás pelo aplicativo é uma das formas mais seguras, dado que todos os nossos fornecedores são certificados pela Agência Nacional de Petróleo. No Chama, os usuários têm acesso às várias facilidades como escolher fazer o pagamento pela ferramenta ou no momento da entrega em dinheiro, cartão ou débito, tempo de entrega. Também é possível escolher o revendedor ou marca preferidos e ainda ver avaliação de outros usuários que já compraram naquela unidade. Acompanhar a entrega em tempo real é outra das vantagens do aplicativo.

Sobre o Chama
Disponível no Google Play e na App Store, o Chama é um marketplace que conecta revendedores de botijões de gás a clientes. Lançada em dezembro de 2016, a empresa reúne em um único ambiente mais de 2.000 revendedores regulamentados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Em apenas alguns cliques o usuário pode solicitar o serviço oferecido pela empresa e escolher o fornecedor que mais lhe agradar - selecionando informações como: valor cobrado, tempo de entrega e marca do produto. O serviço está presente em São Paulo, Recife, Florianópolis, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Porto Alegre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário