segunda-feira, 9 de março de 2020

FEIRA DE SANTANA: Exames dão negativos para filhas de mulher infectada com coronavírus; empregada doméstica não tem a mesma sorte e ee contamina por meio de sua patroa

Resultados de exames atestaram neste domingo (08/março) que as duas filhas da primeira vítima do coronavírus na Bahia não estão com a doença. A preocupação era de que as crianças tivessem contraído o vírus da mãe de 34 anos, assim como a empregada da família, o segundo caso indentificado no estado.

Além das filhas da paciente, outros pessoas próximas à família foram submetidas a exames para verificar a presença do Covid-19. A babá das meninas e um tio dela precisaram passar pelo procedimento. Em ambos os casos o resultado foi negativo. A informação é do Comitê Gestor Municipal de Controle ao Coronavírus da cidade de Feira de Santana.

De acordo com a Prefeitura Municipal, embora não apresentassem sintomas, havia uma certa preocupação em torno da possibilidade de transmissão do vírus para as crianças, uma vez que a mãe frequentou a escola das filhas.

"É um grande alívio, sem dúvida, e também demonstra que a mulher teve os cuidados necessários para evitar a transmissão", disse a secretária municipal de Saúde, Denise Mascarenhas.

A médica infectologista Melissa Falcão, que coordena o Comitê, informou que o trabalho de monitoramento das duas mulheres infectadas segue firme e que ambas continuam em rigoroso isolamento domiciliar.

O colégio da rede particular onde as crianças estudam, o Hélyos, chegou a emitir nota pública pedindo informações oficiais sobre a situação das garotas à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

SEGUNDO CASO CONFIRMADO
A informação foi dada no sábado (7) pelo secretário de saúde do estado, Fabio Vilas-Boas

O secretário de saúde da Bahia, Fabio Vilas-Boas, anunciou no último sábado (7), por meio de sua conta no Twitter, o segundo caso confirmado do Covid-19 em Feira de Santana, doença provocada pelo novo coronavírus.


Segundo o secretário, trata-se de uma mulher de 42 anos, trabalhadora doméstica, que teve contato domiciliar com a primeira paciente infectada do estado, quando ainda estava sintomática. No Brasil, de acordo com dados divulgados na tarde de hoje pelo Ministério da Saúde, há 17 casos confirmados da doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário