loading...

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Guerra de espadas acontece desafiando autoridades e quebrando o isolamento social

Moradores de Cruz das Almas, no Recôncavo baiano, realizaram "guerra de espadas" na noite de São João, quarta-feira (24). Em plena pandemia do novo coronavírus, as pessoas se aglomeraram nas ruas do bairro Santo Antônio e soltaram fogos.

A "guerra de espadas" é tradicional em Cruz das Almas e mesmo com a pandemia, a atividade não foi interrompida. Soltar fogos é uma forma do baiano comemorar os festejos juninos, que foram suspensos no estado, pelo governador Rui Costa, como medida para evitar a aglomeração e combater a disseminação do coronavírus.
Nas imagens gravadas por moradores de Cruz das Almas, as ruas estão com fogueiras acesas e as pessoas que estão no local utilizam na "guerra de espadas" fogos de artifício, artefatos que são variações mais potentes dos tradicionais buscapés, feitos de bambu, pólvora e limalha de ferro.
Cruz das Almas possui mais de 75 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, com um óbito, conforme último boletim da Sesab, publicado na noite de quarta-feira.
No domingo (21), moradores de Cruz das Almas já tinham registrado outro grupo de moradores aglomerados soltando espadas durante pandemia.

"Guerras de espadas" também foram registradas em outras cidades baianas. Na véspera de São João, na última terça-feira (23), moradores de Cachoeira, Senhor do Bonfim e Barra filmaram grupos nas ruas soltando fogos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário