sábado, 1 de maio de 2021

ACM Neto lamenta pelas 400 mil vidas perdidas pela covid-19 e atribui mortes ao governo Bolsonaro

Após o Brasil ultrapassar a marca das 400 mil mortes por covid-19, o ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto, voltou a criticar o planejamento do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) em relação ao combate à pandemia.

Para Neto, o alto número de vítimas poderia ser evitado: “Há pouco mais de um mês, eram 300 mil mortos. Hoje já são 400 mil. O Brasil inteiro sente a dor de uma tragédia que poderia ter sido enfrentada e evitada com mais agilidade na vacinação e uma postura de respeito à ciência. Minha solidariedade às famílias que perderam seus entes queridos”, escreveu o democrata nas redes sociais.

Nesta quinta-feira, o país registrou 3.001 mortes e 69.389 novos casos da doença, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Desde o início da pandemia, o Brasil já acumula 14.547.746 casos confirmados do novo coronavírus.

F: Bahia.ba

2 comentários:

  1. Você deveria ter vergonha ACM Neto, pois a postura que vocês vêem adotando pra incriminar o Presidente da República não vai prosperar, porque o povo acordou.

    ResponderExcluir
  2. Não entendo essa paixão cega de alguns pelo Bozo louco co que vive gozando da cara do povo Brasileiro, sorrindo das famílias e da doença, a qual chama de gripizinha, enquanto seus filhos vivem metidos em escândalos como as rachadinhas. Então eu sinceramente não em que consiste essa defesa sem argumento dos apoiadores do Bozo.

    ResponderExcluir