segunda-feira, 5 de julho de 2021

Oxford estuda imunogenicidade de uma nova vacina contra o HIV

A Universidade de Oxford, na Inglaterra, iniciou nesta segunda-feira (5) os ensaios clínicos para avaliar a segurança, tolerabilidade e imunogenicidade de uma nova vacina que age contra o vírus HIV.

A vacina HIVvonsvX tem como foco uma ampla gama de variantes do HIV-1, sendo potencialmente aplicável em diversas cepas de HIV. Diferente das demais vacinas que trabalham induzindo anticorpos gerados pelas células B, a HIVvonsvX induz células potentes e destruidoras de patógenos do sistema imunológico, levando-as para regiões conservadas que sejam alvos do HIV.O ensaio clínico chamado HIV-CORE 0052 faz parte da European Aids Vaccine Initiative (EAVI2020), um projeto colaborativo financiado pela Comissão Europeia. No teste, treze adultos com idade entre 18 e 65, HIV-negativos e considerados sem alto risco de infecção, receberam duas doses do imunizante.

O principal autor da pesquisa e professor de imunologia em Oxford, Tomáš Hanke, afirmou que este é o primeiro estudo que, além de focar em pessoas que vivem com o HIV, também busca a prevenção de pessoas HIV-negativo.

O professor ainda ressaltou que mesmo com os métodos de prevenção atuais, a contaminação pela doença continua alta e afirmou que “uma vacina contra o HIV-1 continua sendo a melhor solução e provavelmente um componente-chave para qualquer estratégia que ponha fim à epidemia de AIDS”.

Alcançar a proteção contra o HIV é extremamente desafiador e é importante que aproveitemos o potencial protetor dos braços de anticorpos e células T do sistema imunológico”, afirmou a investigadora-chefe do estudo e pesquisadora de Oxford, Paola Cicconi.

Segundo o Medical Xpress, os pesquisadores afirmam que esperam obter relatórios completos do estudo para divulgação até abril de 2022.

Nenhum comentário:

Postar um comentário