terça-feira, 2 de novembro de 2021

Doutora Cloroquina é exonerada da Secretaria de Saúde

A prefeitura de Porto Seguro publicou, nesta segunda-feira (1), a exoneração da médica Raíssa Soares do cargo de secretária municipal de Saúde. Conhecida nacionalmente pela defesa do uso do "kit Covid" como método de tratamento precoce contra o novo coronavírus, a profissional recebeu o apelido de "Doutora Cloroquina".

Apesar de não haver nenhuma comprovação da efetividade da utilização da hdroxicloroquina - ou de outras medicações como a azitromicina e a ivermectina -, Raíssa ganhou destaque ao publicar um relato em suas redes sociais, em junho do ano passado, recomendando que o presidente Jair Bolsonaro enviasse mais medicamentos para a cidade de Porto Seguro.

Apesar da exoneração ter sido publicada nesta segunda, a despedida de Raíssa da pasta aconteceu na última quinta-feira (28). Em sua página no Instagram, vídeos de despedidas e relatos de profissionais que apoiam a médica foram publicados - um deles o da apresentadora e jornalista Leda Nagle.

A saída da "Doutora Cloroquina" da Secretaria de Saúde de Porto Seguro já tinha sido requerida pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) à Justiça. O pedido se amparou na justificativa de que a secretária incentivava e recomendava "o uso de remédios sem eficácia contra a Covid-19. O órgão também pediu que a prefeitura pare de usar e distribuir as medicações".

A autoria da ação foi da promotora de Justiça Lair Faria Azevedo, que entrou com processo por ato de improbidade e lesão ao erário contra Raíssa Soares, por atentar contra os princípios da administração pública e violar deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições.

F: Bahia Notícias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário