quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

MP-BA e Nudephac faz visita técnica ao Museu do Recôncavo

O Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (Nudephac) realizou, nesta terça-feira (15), uma visita técnica ao Museu do Recôncavo Wanderley Pinho, a convite do diretor do Instituto do Patrimônio Artístico Cultural do Estado da Bahia (Ipac), João Carlos de Oliveira. Estiveram presentes, na ocasião, a promotora de Justiça e coordenadora do Nudephac, Eduvirges Ribeiro Tavares, o assessor jurídico Carlos Santos do Lago Neto, e o historiador do Núcleo, Miguel de Santana Soares.

Durante a visita técnica, foram apresentados os resultados do processo de recuperação e restauração do espaço cultural, que foi instalado no antigo Engenho Freguesia, localizado no distrito de Caboto, em Candeias. Além disso, foram visitados também os demais espaços, como o atracadouro, as edificações e o espaço recém inaugurado de recepção com acesso marítimo. O diretor do Ipac destacou que o complexo contará com restaurantes, galerias, espaços de convenções e cerimonial.

O Museu do Recôncavo, construído em fevereiro de 1971, no antigo Engenho Freguesia, que foi uma propriedade rural no período do Brasil colônia, tombado pela relevância para história do recôncavo baiano e para o Brasil, em 1944, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), classificado como Conjunto Rural.

Em 2018, o Nudephac produziu um laudo técnico para avaliar o estado de conservação do espaço cultural e a efetividade das intervenções realizadas, subsidiando a atuação da promotora de Justiça Cecília Carvalho. Além disso, o Núcleo possui um procedimento administrativo para fiscalização das políticas públicas, com o objetivo de acompanhar as medidas adotadas pelo Poder Público para o combate de incêndio ao Museu, e a elaboração dos Planos Museológico e de Gestão dos Museus do Estado da Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário