segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

Santo Antônio de Jesus se destaca entre os municípios baianos que mais geraram emprego de carteira assinada em 2021

O município de Santo Antônio de Jesus segue avançando em diversas frentes, principalmente na questão da geração de empregos.

Dados mais recentes divulgados pelo CAGED, que contemplam todo o ano de 2021, indicam que a retomada da economia em Santo Antônio de Jesus tem sido de forma acelerada, e acima das médias nacionais e estaduais, principalmente no setor de Industria, Comércio e Serviços.

A partir dos dados apresentados, vale o destaque que, dentre as 20 maiores cidades da Bahia, Santo Antônio de Jesus, com 2,91%, ocupou a 3ª colocação na relação Empregos Gerados x Habitante, ficando atrás apenas de Luís Eduardo Magalhães (3,45%) e Porto Seguro (3,17%), deixando para trás cidades como Salvador (1,06%), Vitória da Conquista (2,02%), Feira de Santana (1,26%), Itabuna (0,98%), Juazeiro (2,47%) e Barreiras (1,74%), por exemplo.

A Bahia ficou com uma taxa de apenas 0,89%, e a taxa nacional em 1,19%

Para o secretário de desenvolvimento econômico, Marcelo Barreto, os números mostram que o ambiente de negócios favorável como um todo tem contribuído para a atração de investimentos. “Temos trabalhado incansavelmente para que a confiança no potencial da nossa cidade seja cada vez mais percebido, e que assim, Santo Antônio de Jesus possa seguir participando do protagonismo econômico não só do Recôncavo, mas de toda Bahia. Importante frisar da nossa parceira com o SEBRAE, através da Sala do Empreendedor, e também os nossos diálogos constantes com as entidades empresariais” afirmou o secretário.

Vale destacar que, mesmo em um ano pandêmico, a gestão foi responsável por incentivar um ambiente propício para que os empreendedores possam se desenvolver, gerando um saldo positivo de 3.000 empregos em 2021, sendo o setor Industrial o de maior relevância, empregando 1.838 pessoas com carteira assinada, seguido do Comércio e Serviços (1.041), e da Construção Civil (111) e Agropecuária (10).

Nenhum comentário:

Postar um comentário