sexta-feira, 11 de março de 2022

Jerônimo é o novo que vem do povo para derrotar o neocarlismo", afirma Robinson Almeida, sobre pré-candidatura do PT ao Governo do Estado

O deputado estadual Robinson Almeida afirmou, depois da oficialização do nome do secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues, para disputar o Governo da Bahia pelo Partido dos Trabalhadores, que "Bolsonaro e seus aliados serão fragorosamente derrotados no estado". Jerônimo Rodrigues garantirá palanque para a campanha de Lula na Bahia, formando a dobradinha puro sangue que a militância do PT tanto defendia.

Almeida destacou o perfil e as qualidades do professor universitário Jerônimo Rodrigues. Antes de assumir a Secretaria de Educação, ele foi secretário de Desenvolvimento Rural e coordenador das campanhas vitoriosas do governador Rui Costa em 2013 e 2018.

"Jerônimo tem uma trajetória política reconhecida. Ele veio dos movimentos sociais, é professor universitário, participou das pastorais da terra, na defesa da agricultura familiar. Ele tem um reconhecimento grande e relações com os movimentos de uma forma ampla. Ele foi o coordenador da campanha vitoriosa de Rui, onde construiu laços de respeito com partidos da base", elencou Robinson. "O secretario Jerônimo Rodrigues tem o perfil que desejamos. É o novo que vem do povo para derrotar o neocarlismo", enfatizou.

O parlamentar também opinou que o PT vem forte para o processo eleitoral, com um governo e governador com aprovação popular e um candidato a presidente, Lula, com "esmagadora" aceitação e aprovação entre os baianos.

"Esse consenso na base em torno da pré-candidatura do companheiro Jerônimo Rodrigues é um passo importante para, ao lado do presidente Lula, do governador Rui Costa, do senador Jaques Wagner e das lideranças que formam esse projeto exitoso, fazer a Bahia avançar muito mais, com um professor liderando os baianos e um operário, torneiro mecânico, resgatando a esperança brasileira por um Brasil mais justo, desenvolvido, fraterno e com democracia", argumentou.

"Juntos vamos defender o legado dos governos liderados pelo PT na Bahia, derrotar Bolsonaro e seus aliados no estado e reconstruir o Brasil com a maior liderança popular da História da América Latina, Luiz Inácio Lula da Silva. Vai ser Lula lá e o professor cá", concluiu Robinson Almeida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário