quinta-feira, 21 de abril de 2022

Após anúncio de reajuste, deputado vai à Justiça contra aumento de contas de energia na Bahia

Após o anúncio de reajuste nas contas de eletricidade feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o deputado estadual Tum (Avante), afirmou que está organizando a apresentação de uma ação civil pública questionando a legalidade da medida para a Bahia. No estado, a decisão resultará em contas 21,35% mais caras a partir desta sexta-feira (22).

Segundo Tum, o questionamento se deve à má qualidade do fornecimento de energia no estado. “A Coelba deve muito ao povo baiano. Deve um serviço decente, deve respeito e explicações. Por isso, é inadmissível que a agência reguladora autorize um reajuste nessas proporções, num momento de crise e para uma empresa irresponsável e dona de um monopólio”, avalia.

O deputado é autor do requerimento de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que vai investigar a atuação da empresa Neoenergia Coelba, responsável pelo fornecimento de energia no estado. A companhia elétrica lidera o número de queixas no Procon e registra cerca de oito quedas no fornecimento de luz por dia.

Segundo o parlamentar, “picuinhas alimentadas pela pequena política” emperram a instalação do colegiado para a abertura da CPI, que já tem o aval da presidência da casa. “Se já tivéssemos aberto a caixa preta da Coelba, poderíamos ter uma série de argumentos para lutar legalmente contra esse aumento, mas, infelizmente, temos deputados na Assembleia Legislativa que preferem enterrar a CPI ao invés de deixar de lado a pequena política e tratar dos anseios e necessidades do povo baiano”, disse.

F: Metrô 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário