quinta-feira, 2 de junho de 2022

Cruz das Almas é uma das quatro cidades baianas que reduziu o número de CVLIs

A Bahia apresentou redução de 12,3% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte -, nos cinco primeiros meses do ano, comparado ao mesmo período de 2021. Com este número, divulgado pela Secretaria da Segurança Pública nesta quarta-feira (1), o estado consolida a marca de oito meses consecutivos em redução.

Foram registrados 2.506 CVLIs em 2021, contra 2.199 em todo o estado, preservando 307 vidas entre 1º de Janeiro e 31 de Maio. Somente em maio, a Bahia registrou redução de 12,8%, com 65 vidas salvas pelas forças de segurança da SSP.

Na capital baiana os índices apontaram um decréscimo de 14,3% nos CVLIs (610 em 2021 e 523 em 2022). Já no interior do estado houve diminuição de 14,4% de crimes contra a vida, saindo de 1.624, em 2021, para 1.390, em 2022.

No acumulado do ano, o destaque no policiamento ficou com a Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Leste, território que abrange grandes cidades como Feira de Santana, Serrinha, Euclides da Cunha e Cruz das Almas. Em números absolutos foram 97 casos a menos.

O secretário da Segurança Pública, Ricardo César Mandarino, destaca que o trabalho incansável da PM e PC no combate às mortes violentas e ao tráfico de drogas tem sido fator importante para o alcance dos índices.

“Em 30 dias as nossas forças policiais apreenderam cerca de R$ 15 milhões em drogas, fruto de operações que mostram que a nossa atuação segue firme no estado no combate ao tráfico e CVLIs. Não mediremos esforços para fechar o ano com essa sequência de reduções”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário