sexta-feira, 19 de abril de 2019

Edgar Henrique esclarece em programa de rádio notícia de condenação em processo judicial

Foi prolatada esta semana um processo de número 000755128/2012 da 1ª de Feira de Santana/Ba, referente a uma suposta prática de improbidade administrativa ocorrido em 2009, na gestão da ex-prefeita de Governador Mangabeira, Domingas Sousa Paixão (PT), que na ocasião tinha como secretário de governo, o advogado Dr Edgar Henrique, que é um dos condenados na esfera administrativa.

Segundo Dr. Edgar Henrique, o seu nome foi adicionado ao processo devido a um equivoco ocorrido na época onde o mesmo assinou como advogado da empresa Bambuzal em resposta a um inquérito civil público aberto pelo Ministério Público para investigar supostas irregularidades num processo licitatório para contratação de serviços de transporte escolar para o município. As denúncias de acordo com Dr. Edgar, foram feitas por empresários (donos de outras empresas), ligados ao grupo político do atual prefeito da cidade que questionavam a idoneidade do processo licitatório. Pelo fato de Dr Edgar ser na época Secretário Municipal de Governo, o mesmo não poderia "advogar" em prol dos interesses da empresa também investigada pelo inquérito, fazendo com que o seu nome fosse adicionado ao processo investigatório.

A ex-prefeita, Domingas, citada no inquérito, foi condenada a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 06 anos e pagamento de multa correspondente a 06 vezes o valor do salário que recebia na época. Segundo informações obtidas por nossa reportagem, a sua assessoria jurídica já se mobiliza para reverter o quadro.

Em resposta, o atual vereador da cidade, Dr Edgar Henrique, explicou para a população em seu programa de rádio, exibido na última quarta-feira, 17 de abril, exibido pela Rádio Excelsior Recôncavo, 105.1, que irá recorrer da decisão junto a uma instância superior, pois a atual decisão foi tomada por um juiz singular (aquele que decide em primeira instância, que julga sozinho).
Ouça a resposta na integra pelo play abaixo

F: #ForteNoRecôncavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário