segunda-feira, 24 de junho de 2019

CRUZ DAS ALMAS: Forró do Bosque é inspecionado pelo Ministério Público

Uma equipe do Ministério Público estadual fiscalizou na manhã deste último sábado, dia 22, a infraestrutura do local (Villa Vip) onde é realizado o “Forró do Bosque”, que acontece há 19 anos no município de Cruz das Almas, com público estimado em cerca de 5 mil pessoas. Questões como acessibilidade, segurança, lotação máxima  de pessoas, proibição de venda de bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes e meia-entrada foram analisadas durante a inspeção, que foi realizada pelo promotor de Justiça Adriano Marques e por uma equipe de servidores do MP. O evento acontece neste domingo, dia 23.
O engenheiro civil Antônio Marcos Paz, responsável técnico pela estrutura do evento, apresentou ao Ministério Público o projeto de prevenção e combate a incêndio do “Forró do Bosque”, que foi considerado regular pelo engenheiro civil da Central de Apoio Técnico do MP (Ceat), Sílvio Góis. No local do evento, entretanto, foram observados problemas no aterramento das estruturas, com a rota de fuga e falta de acessibilidade, que serão corrigidas imediatamente, segundo os organizadores da festa.
Na oportunidade, o promotor de Justiça Adriano Marques cobrou ao responsável pela festa, Antônio Ribeiro (mais conhecido como Dollar), que para a edição de 2020 do “Forró do Bosque” seja regularizada a questão da meia-entrada, respeitando-se a legislação vigente. Ele também recomendou aos responsáveis pelo evento que não comercializem, forneçam ou sirvam bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes; que exijam a documentação dos menores de 18 anos participantes e assegurem o livre acesso dos conselheiros tutelares, representantes do MP, do Poder Judiciário e de órgãos de segurança pública. Antônio Ribeiro, por sua vez, informou ao Ministério Público dos problemas provocados pela falta de pavimentação das ruas no bairro onde acontece o evento. O promotor de Justiça Adriano Marques se comprometeu em marcar uma reunião com a Prefeitura Municipal para discutir a questão.

PorAline D'Eça (MTB/BA-DRT 2594)

Nenhum comentário:

Postar um comentário