segunda-feira, 17 de junho de 2019

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE A SAÚDE EM CACHOEIRA

A Secretaria de Saúde de Cachoeira esclarece que as declarações feitas pelo provedor da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira, Luiz Araújo, sobre o funcionamento das Unidades de Saúde da Família (USFs) do município, não são verdadeiras.

O provedor tenta responsabilizar o Município pela crise de gestão que a Santa Casa enfrenta, afirmando que não há médicos nas USFs de Cachoeira e, por isso, a Santa Casa passa pela situação que, lamentavelmente, temos conhecimento. 

Não é verdade. Reconhecemos que, temporariamente, não há médicos em apenas em duas comunidades rurais do município; Belém e no povoado do Saco. E isso se justifica pela desvinculação do programa Mais Médicos com os profissionais cubanos e o preenchimento das vagas por brasileiros, já que diversos médicos que atuavam em Cachoeira migraram para outras cidades. Mas essa situação será resolvida em breve, com a nomeação de médicos que foram aprovados no último concurso público da Prefeitura de Cachoeira.

Somos um dos poucos municípios baianos a realizar 100% de cobertura no atendimento à saúde para a população. São 13 Unidades de Saúde, 5 Postos Satélites, 9 ambulâncias, 1 unidade móvel, Centro de Fisioterapia, Centro de Especialidades Odontológicas e a Policlínica Municipal, referência na região, com 11 especialidades médicas disponíveis para toda a comunidade cachoeirana, nas áreas de Cirurgia Geral, Cardiologia, Dermatologia, Exames de Ultrassonografia, Fonoaudiologia, Ginecologia, Oftalmologia, Pediatria, Psicologia, Psicopedagogia e Urologia.

Por tudo isso, repudiamos com veemência as declarações infundadas e levianas proferidas pelo provedor da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira a respeito do nosso compromisso com a saúde dos munícipes. O provedor também afirma que o Município não repassa recursos para a instituição. Repassa sim! Somente em 2019, a Secretaria de Saúde destinou para a Santa Casa mais de R$ 940 mil, através do Programa de Pactuação Integrada (PPI) para a prestação de 56 serviços, que boa parte desses não foi executada. 

Temos credibilidade junto à população e aos profissionais da saúde, porque cumprimos com nossas obrigações e honramos com os pagamentos de todos que nos prestam serviços. Sendo assim, nos colocamos à disposição da população cachoeirana para assumir a gestão da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira, bastando somente o atual provedor renunciar ao cargo. 

Secretaria de Saúde de Cachoeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário