sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

RECÔNCAVO: Políticos inelegíveis tentam, sem sucesso, mostrar suposta força política ao seu eleitorado

Como diz o ditado popular: o ano só começa de verdade depois do Carnaval” e como 2020 é ano de eleição as articulações no Recôncavo Baiano já estão a todo vapor.

Um fato interessantes são políticos que estão inelegíveis, devido a Lei da Ficha Limpa, e estão tentando emplacar parentes ou mostrar força política, a grande maioria sem o sucesso de antes.

Em Santo Amaro, o ex-prefeito Ricardo Machado mesmo sendo processado e estando inelegível, tem tentado voltar ao poder no município lançando o nome da esposa, Alessandra Gomes, para disputa da prefeitura. A pré-candidatura não decolou e os apoiadores estão cada vez mais distantes.

Em Castro Alves, o ex-prefeito Cloves Rocha de Oliveira, durante sua gestão municipal esteve suas contas todas reprovadas pelo Tribunal de Contas do município, (TCM) e está inelegível devido a Lei da Ficha Limpa, vem tentando angariar apoios para participar de alguma chapa nas eleições no município. Mas sem a força de antes, parece ser peça fora do tabuleiro.

Já em Muritiba, o ponto fora da curva é o ex-prefeito Roque Isquem. Apesar de estar respondendo ao processo de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em liberdade, o ex-prefeito continua tendo um apoio popular muito forte e tem articulado o nome da sua esposa, Rejane Cerqueira, para disputa do pleito de Outubro.

F: Bahia10

Nenhum comentário:

Postar um comentário