loading...

terça-feira, 9 de junho de 2020

Homem usa calcinha como máscara facial para se proteger do coronavírus

Um morador de Ipiaú reclama, em um vídeo de ter sido expulso de uma unidade de saúde localizada em frente a sua residência, na Rua do Posto. O caso teria ocorrido na última quinta-feira (04). Florisvaldo, conhecido também como Flor, conta que foi ao local para “tomar uma injeção”.

Ele acrescenta que já tinha ido ao posto em outras duas vezes, para ser submetido ao mesmo procedimento. Flor utilizava uma calcinha como máscara e atribuiu a isso o fato de não receber o atendimento e ser expulso do posto com a presença da Polícia Militar. A ordem para se retirar do local, segundo Flor, foi da enfermeira-chefe. Após a confusão, a aplicação do medicamento foi realizada numa farmácia, no centro da cidade.

A Secretária de Saúde informou que em todas as unidades de saúde do Município existem máscaras de tecido disponíveis para doação aos pacientes que não estiverem usando, permitindo assim que todos que chegarem aos postos sejam atendidos. Neste caso em particular, a enfermeira ofereceu máscara para o cidadão, mas o mesmo não aceitou.

A peça íntima feminina usada no rosto no lugar da máscara comum, segundo Flor, é porque não causa incômodo no seu nariz. “Não me habituei com esses outros tipos de máscara, me habituei com uma calcinha, que é um pano. Portanto, eu estou no aproveito do que a televisão falou, que se pode usar até um pedaço de tnt e qualquer pedaço de pano”. Além de decreto estadual, o município também determina durante a pandemia do coronavírus que o uso de máscara seja obrigatório em locais públicos e privados. Doações desse tipo de proteção tem sido realizadas com grande frequência na cidade, por entidades privadas e públicas, incluindo a prefeitura, que afirma já ter distribuído mais de 20 mil máscaras.

F: Giro Ipiaú

Nenhum comentário:

Postar um comentário