loading...

sábado, 19 de setembro de 2020

Durante Live de convenção política, no município de Cabaceiras do Paraguaçu, o pré-candidato à vice-prefeito Aurino Machado (MDB), profere discurso em tom ameaçador aos opositores

A fala ocorreu no momento em que o pré-candidato a vice da chapa de Paulinho da Balsa (PSD), Aurino Machado do (MDB), discursava para seus correligionários.

Em determinado momento, o candidato a prefeito, Paulinho da Balça, sorri com o discurso do seu vice que diz:

"Se preocupem com a derrota de vocês, não se preocupem com a gente não. Se preocupem onde vão se esconder, onde vão amarrar uma corda no pescoço, problema seu!".

A fala caiu como uma BOMBA nas redes sociais. Muitos internautas ficaram revoltados com a infeliz fala recheada de ameaças e ódio em pleno século XXI, ainda mais em um mês em que estamos na campanha Setembro Amarelo, campanha de prevenção ao suicídio.

"Lamentável", foi a palavra que um internauta de Cabaceiras do Paraguaçu, que assistiu a Live, usou para definir a fala do pré-candidato a vice-prefeito, Aurino Machado.

Dados oficiais da OMS
Embora os números mundiais continuem alarmantes, a taxa de suicídio per capita está caindo, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS). Cerca de 800 mil pessoas acabam com suas vidas todos os anos no mundo, o que equivale a uma morte a cada 40 segundos.

Em um relatório publicado um dia antes do Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) explica que, entre 2010 e 2016, a taxa global caiu 9,8%, com quedas que vão de 19,6% na região do Pacífico Ocidental a 4,2% na região do Sudeste Asiático.

A região das Américas, onde o acesso a armas de fogo é um importante meio de suicídio, segundo a OMS, é a única que registrou um aumento, de 6%.

Parte do declínio da taxa mundial se deve ao fato de mais países terem investido em estratégias de prevenção.

"Apesar do progresso, ainda há uma morte por suicídio a cada 40 segundos, a mesma frequência que a indicada em 2014," disse o diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em comunicado.

A maioria dos suicídios, em números absolutos, ocorre em países de baixa e média renda, mas os países de alta renda têm a maior taxa de suicídio (11,5 por 100.000 habitantes).

Nenhum comentário:

Postar um comentário