segunda-feira, 18 de julho de 2016

Prima de Kelly Cyclone está entre suspeitos mortos na BR-324, diz SSP

Um dos três suspeitos mortos em confronto com policiais na noite da última quarta-feira (13), na BR-324, era uma mulher de 33 anos, que, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), era prima da suspeita de tráfico Kelly Sales Silva, conhecida como "Kelly Cyclone", morta em 2011.

Adriana dos Santos Silva, 33 anos, também era mulher do ex-militar das Forças Armadas preso pela poícia na noite de quinta-feira (14). Segundo o G1, ela já havia cumprido pena pelo crime de receptação. Os outros dois suspeitos mortos foram identificados como Edson Domingues Reis Machado, 45 anos, e Adeilton Gouveia da Silva, de 30 anos. Edson já havia sido preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Ainda segundo a SSP, o confronto aconteceu após uma perseguição aos suspeitos que tinham tentado explodir o cofre de um banco em Guarajuba, que fica em Camaçari, também na região metropolitana da capital. Ao menos oito suspeitos de integrar o grupo ainda são procurados na região da BR-324 nesta sexta-feira (15).

Além dos três suspeitos, uma mulher de 35 anos também morreu durante a operação policial, vítima de bala perdida Maria de Fatima Ricardo Senna estava com a filha em uma ambulância da Prefeitura de Cruz das Almas, quando passou pelo tiroteio na BR-324 e foi atingida. Ela foi enterrada quinta-feira, mesmo dia em que a filha completou 16 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário