quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Sexo grupal e ciúmes pode ter motivado o assassinato de Gabriela, em Feira de Santana

A delegada Klaudine Passos, titular da 1ª Delegacia Territorial de Feira de Santana solicitou a prisão preventiva do médico Antônio Marcos Rêgo Costa, suspeito de ter matado a companheira Gabriela Jardim Peixoto, de 35 anos. Ela estava desaparecida desde o dia 22 de agosto e seu corpo foi encontrado no último sábado (28), na BR-116 Norte, no distrito da Matinha.

Em entrevista ao repórter Sotero Filho, a delegada Klaudine trouxe novidades sobre o caso e revelou que relações sexuais com outras pessoas e ciúmes podem ter motivado o assassinato de Gabriela. A delegada ouviu uma mulher de prenome Ângela, que contou ter mantido relações sexuais com o casal e revelou que havia mais pessoas envolvidas sexualmente, o que pode ter provocado ciúmes no médico.

Ainda de acordo com a delegada, uma chave de hotel foi encontrada entre os pertences da vítima, que também mantinha sociedade com o suspeito em uma empresa fornecedora de equipamentos médicos.
Nossa reportagem não conseguiu contato com familiares de Gabriela Peixoto para comentar as declarações da delegada.

F: Blog Central de Polícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário