terça-feira, 23 de novembro de 2021

Dois policiais militares são expulsos da corporação por assassinato de colega de farda

Dois policiais militares que atuavam na 67ª Companhia Independente (CIPM), em Feira de Santana, foram expulsos da corporação, nesta segunda-feira (22), conforme publicação do Comando da Polícia Militar na Bahia. Segundo os autos, os soldados são acusados da morte do subtenente Juscenir Rodrigues da Fonseca Otoni, de 48 anos. O crime aconteceu em março de 2019, nas proximidades do conjunto Feira VII.

Segundo informações, os soldados Sérgio Ricardo Sobral Ramos e Adriano Nascimento Silva, estavam à paisana e estavam em busca de um suspeito que tinha assaltado um mercadinho. Imagens divulgadas na época do crime, mostram que a rua El Salvador, estava movimentada, quando o subtenente, também sem uniforme, encosta sua moto no lado direito da pista e dá a impressão que aguardava para fazer uma manobra para seguir o sentido contrário.

Em seguida, uma outra moto se aproxima e o carona já desce atirando contra Otoni que, antes de morrer, revida e atira contra os rivais. A vítima trabalhava na 66ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), também em Feira de Santana, e morava no conjunto Feira X. Além do subtenente morto, um dos PMs acusados ficou ferido no tiroteio e um morador, que passava no momento do confronto, também foi baleado.

Em uma publicação no Boletim Geral Ostensivo (BGO), nesta segunda (22), o comando da Polícia Militar na Bahia comunica as demissões dos dois soldados. Ambos ainda respondem a processo na Vara do Júri e Execuções Penais por homicídio qualificado.

Além da demisão da Polícia Militar, os policiais respondem processo na Vara do Júri e Execuções Penais por homicídio qualificado.

F: Central de Polícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário