quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

Reconstrução de rodovias federais na Bahia terá todo “recurso que for necessário”, garante ministro substituto

A recuperação e a reconstrução de rodovias federais danificadas pelas chuvas das últimas semanas terão todo o recurso necessário, garantiu nesta quarta-feira (29) o ministro da Infraestrutura substituto, Marcelo Sampaio. Em entrevista à rádio CBN, ele destacou a orientação do presidente da República, Jair Bolsonaro, de que seja alocado o orçamento necessário para a realização de todos os reparos necessários na infraestrutura de transportes.

Medida provisória editada na terça-feira (28) garantiu R$ 200 milhões para a recuperação de diversos trechos nos estados da Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Pará e Amazonas. As equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) trabalham 24 horas por dia para reestabelecer o tráfego e garantir a segurança dos usuários. A verba extra será aplicada imediatamente, reforçando contratos já existentes ou emergenciais.

“O esforço do governo é para que não falte nada. Todo recurso que for necessário vai ser empregado”, garantiu Sampaio. Segundo o ministro substituto, a orientação do presidente da República, Jair Bolsonaro é para que não falte orçamento nenhum e que sejam feitos todos os reparos necessários. Por isso, houve a edição da MP prevendo recursos extras para a Bahia, no valor de R$ 80 milhões.

Verba adicional
Esta quantia se soma aos R$ 30 milhões já investidos pelo próprio Ministério da Infraestrutura na última semana. E será reforçado nos próximos dias com a entrada em vigor da Lei Orçamentária Anual de 2022. Ou seja: no total, somente na infraestrutura de transportes, serão aplicados R$ 110 milhões no intervalo de duas semanas. “Esses R$ 80 milhões foram para uma rubrica de manutenção que vai ser usada emergencialmente e integralmente na Bahia”, explicou Sampaio.

Neste período, estão sendo priorizados segmentos como das rodovias BR-101/BA, BR-242/BA, BR-415/BA, BR-381/MG, BR-367/MG, BR-116/MG, BR-459/SP, BR-155/PA, BR-158/PA, BR-319/AM e BR-174/AM, por fazerem ligações com importantes centros logísticos e de escoamento via terrestre, atingindo diretamente milhares de usuários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário